Voltar

Gestão eficiente dá sentido à saúde

Gestão eficiente dá sentido à saúde

Nos últimos três anos, medidas foram adotadas para retomar o crescimento da Unimed. Conheça todas elas.

Gestão eficiente dá sentido à saúde

Nos últimos três anos, medidas foram adotadas para retomar o crescimento da Unimed. Conheça todas elas.

21 Novembro 2018

 

Há três anos, a Unimed Grande Florianópolis colocou em prática uma série de medidas austeras, lastreadas em governança corporativa, compliance e accountability para equalizar os custos e retomar o crescimento econômico da cooperativa.

Era outubro de 2015 e o cenário que se via na Unimed Grande Florianópolis (UGF) refletia desequilíbrio estrutural. Resgatar a reputação da marca e colocar a Singular de Florianópolis novamente no cenário competitivo, como o que se vê em 2018, exigia planejamento minucioso e rígidas tomadas de decisão, incluindo a renúncia da diretoria anterior.

Passados três anos, a Unimed Grande Florianópolis retomou o ritmo de crescimento sob o comando da atual diretoria, presidida pelo Dr. Théo Fernando Bub. Para exemplificar o que significa sair do cenário negativo e entrar no positivo, basta observar o histórico da margem de solvência exigida pela ANS (reserva financeira que avalia a capacidade das operadoras de plano de saúde honrarem todos os compromissos assumidos).

Na gestão de 2015, a Unimed Grande Florianópolis atingiu seu pior desempenho de margem, chegando ao índice negativo (-R$ 20 milhões) e gerando desconfiança da agência reguladora. As ações tomadas pela atual diretoria mudaram o rumo pelo qual a cooperativa trilhava. Três anos depois do seu pior contexto, e hoje com as contas em dia, a UGF pode se orgulhar dos R$ 31 milhões (positivos) que acumulou para a reserva econômica, resultado de um trabalho estratégico, envolvendo conhecimento do mercado e disciplina.

 

Reserva acumulada para a margem de solvência
(comparativo entre out / 2015 e out / 2018)

 

A capacidade que a Unimed Grande Florianópolis tem de honrar seus compromissos financeiros e de atendimento ao cliente valorizou sua reputação junto ao ecossistema de saúde.

Em escala estadual, a Unimed Grande Florianópolis subiu duas posições na Governança Sustentável. A título de comparação, desde o início do novo modelo de gestão a cooperativa saiu da vulnerabilidade para entrar num cenário consistente, e nesse caminho de progressão será possível alcançar a satisfação máxima em curto prazo.

 

Desempenho da UGF no programa Governança Sustentável

“Investimos onde pudemos investir, sem comprometer o orçamento.”

Théo Fernando Bub,
Presidente da Unimed Grande Florianópolis

 

 

 

Confiança pelo cliente e médico
Um dos grandes desafios de toda operadora de plano de saúde é garantir agenda médica para atendimento ao beneficiário. No período em que a Unimed Grande Florianópolis registrou sua maior retração, entre 2015 e 2017, cooperados se desligaram da cooperativa, ocasionando a redução de 5% no número de médicos que atendiam pela Unimed. A retomada de crescimento, refletida pela readaptação das estruturas, revisão das políticas comerciais, qualificação no atendimento ao cliente e investimentos em tecnologia trouxeram confiança ao médico, razão pela qual registramos o retorno de cooperados que atendem no Sistema.

 

“Nosso modelo de gestão valoriza a capacidade técnica de gerir uma cooperativa de saúde, com transparência e olhar atento sobre o mercado.”

Felipe Barbieri Wohlgemuth
Vice-presidente da Unimed Grande Florianópolis

 

Atualmente, são 1.685 médicos cooperados à Unimed Grande Florianópolis, número igual ao registrado antes do período de retração, em 2015. Se aumenta o número de médicos, amplia-se também o atendimento. A cooperativa, atualmente, possui a mais ampla rede credenciada, a qual abrange 27 hospitais, 276 clínicas e 96 laboratórios, além de suas unidades próprias (adulto e infantil 24 horas), Hospital, Serviço de Imagem e Unimed Lar.

Essa estrutura técnica dá condições para a cooperativa absorver o atendimento de usuários de outros planos de saúde e particulares, sem comprometer os clientes de sua Singular.

 

“Retomamos o crescimento e vamos seguir com nossos serviços assistenciais, além de ampliar a rede de atendimento para o cliente.”

Waldemar de Souza Junior
Superintendente da Unimed Grande Florianópolis

 

 

Tecnologia e governança corporativa
Uma gestão eficiente exige atenção às práticas do mercado e a processos eficazes. Nesse caminho, a UGF aderiu ao compliance para estar totalmente alinhada aos princípios de governança e transparência, além de garantir o cumprimento de diretrizes fiscais, normas internas e externas. A tecnologia também é aliada para uma gestão consistente, de modo que a cooperativa lançou aplicativos para se aproximar do médico cooperado e do usuário. Para esse público, o app Cliente UGF disponibiliza acesso às informações do plano, cartão virtual, consulta ao Guia Médico e possibilidade de solicitar e acompanhar autorizações para exames e procedimentos. Além disso, a Unimed Grande Florianópolis adotou o pacote de ferramentas do Google e softwares de empresas líderes em tecnologia, para tornar mais ágil e seguro o atendimento dos clientes.

 

“Nosso caminho foi trilhado nos motores de governança corporativa e responsabilidade ética das ações e reações. ”

Richard Cordeiro Oliveira
CEO da Unimed Grande Florianópolis

 

 

A volta por cima
A Unimed Grande Florianópolis integra a marca de planos de saúde mais lembrada e está presente em 17 municípios. São 1.685 médicos cooperados para atender, aproximadamente, 65% da população dentro da sua área de abrangência. Por contar com uma estrutura avançada, recebe pacientes de várias cidades de Santa Catarina. Dos 220 mil usuários atendidos, 90% pertencem aos municípios de atuação, enquanto os outros 10% são das demais regiões catarinenses. Para dar suporte a essa demanda, a cooperativa conta com mais de 1.100 colaboradores que atuam nas áreas administrativa e assistencial de saúde.

 

“Nossos próximos passos serão o aprimoramento no controle de custos assistenciais, a remuneração dos sócios por meritocracia, a ampliação da qualidade dos serviços assistenciais ofertados, buscando a satisfação dos clientes.”

Cristiane Roberta Quadros
Diretora de Gestão Operacional