Voltar

Nutrição e hipertensão: qual a relação entre elas?

Nutrição e hipertensão: qual a relação entre elas?

Nutrição e hipertensão: qual a relação entre elas?

19 Maio 2021

Não é mais novidade que existe uma relação direta entre nutrição, saúde e qualidade de vida. Pesquisas comprovam que a alimentação adequada tem papel fundamental na prevenção e no tratamento de diversas doenças.

Uma delas é a Hipertensão Arterial (HAS), doença está, caracterizada pela elevação sustentada dos níveis de pressão arterial acima de 140/90 mmHg, sendo  um  dos  maiores  e  atual  problema  de  saúde  pública do  Brasil  e  do  mundo.

Considerada uma doença silenciosa tem como fatores de risco a obesidade, ingestão de bebidas alcoólicas, alimentação inadequada, fatores socioeconômicos, idade, sexo, etnia, e genética.

Fato é que a alimentação adequada e saudável contribui para a prevenção e tratamento da pressão arterial. Mudanças simples podem ajudar a manter a sua pressão controlada como, limitar a ingestão de sal, consumir menos gorduras, reduzir consumo de bebidas alcoólicas e cafeína. 

Além disso, que em sua alimentação tenha variedade, moderação e equilíbrio, priorizando o consumo de comida de verdade, como os cereais integrais, leguminosas, hortaliças e frutas, proteínas e gorduras naturais. Limitando o consumo dos produtos industrializados.
Vale ressaltar que alguns nutrientes são importantes para melhora dos níveis pressóricos como: 
Fibras: auxiliam na saúde cardiovascular, redução dos níveis de lipídeos e glicemia. Encontradas nas hortaliças, frutas, grãos integrais.

Nitratos: função vasodilatadores. Encontrados na rúcula, rabanete, espinafre, beterraba.

Alicina: encontrada no Alho que contém em sua composição zinco e selênio: antioxidantes que diminuem os riscos de doenças cardíacas.

Dica
para melhor aproveitamento desse nutriente o alho deve ser
consumido cru. Para facilitar o consumo utilize-o no preparo do molho pesto, por exemplo.

 

Potássio: tem efeito anti-hipertensivo e ação protetora contra danos cardiovasculares. Encontrado e feijões, ervilha, vegetais de cor verde-escuro, banana, melão, cenoura, beterraba, frutas secas, tomate, batata inglesa e laranja.

Cacau: rico em substâncias vasodilatadoras, o consumo do chocolate com quantidade mínima de 70% de cacau tem efeito hipotensor. A quantidade de consumo diário recomendada é de 40 gramas de chocolate com mínimo de 70% cacau.

Oleaginosas: contém quantidades significativas de substâncias que podem auxiliar na redução da pressão como gorduras monoinsaturadas, magnésio, potássio, cálcio e substâncias antioxidantes como os polifenóis e o selênio. São elas nozes, castanhas, amendoim, amêndoas e pistache.

Mas devemos lembrar que uma alimentação adequada é sim importante para controle da pressão arterial, mas deve ser combinado com outras mudanças de hábitos e estilo de vida, nenhum nutriente isolado será capaz de melhorar sua saúde.

 

Artigo escrito pela nutricionista do Movimento Unimed, Daiana Forner Corrêa Araújo

Referências:
Guia alimentar para a população brasileira, 2014.
JACKSON, J. K. et al. The role of inorganic nitrate and nitrite in cardiovascular disease risk factors: a systematic review and meta-analysis of human evidence. Nutrition reviews, 2018.
Ministério da Saúde
Revista nutrição em pauta - https://www.nutricaoempauta.com.br/lista_artigo.php?cod=2838
Sociedade Brasileira de Cardiologia 


Quer receber nossos conteúdos ?

Inscreva-se em nossa newsletter e receba novos assuntos!

Este campo é obrigatório.
Este campo é obrigatório.
Este campo é obrigatório.