Voltar

Serviços da Unimed fortalecem autonomia e saúde de idosos

Serviços da Unimed fortalecem autonomia e saúde de idosos

Para celebrar o Dia Internacional do Idoso, cooperativa anuncia programas especiais para esta faixa etária

Serviços da Unimed fortalecem autonomia e saúde de idosos

Para celebrar o Dia Internacional do Idoso, cooperativa anuncia programas especiais para esta faixa etária

1º Outubro 2021

Em 1º de outubro é celebrado o Dia Internacional do Idoso e este mês serve para a população lembrar a importância de aumentar cada vez mais os esforços para cuidar dessas pessoas com mais de 60 anos. Empresas de saúde, cientes dos dados populacionais, ampliam a oferta de programas e unem esforços para melhorar a oferta de cuidados em tempo integral ao idoso.
 
Afinal, segundo dados do Ministério da Saúde, o Brasil, em 2016, tinha a quinta maior  população idosa do mundo, e, em 2030, o número de idosos ultrapassará o total de crianças entre zero e 14 anos. Por sua vez, a Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que o número de pessoas com idade superior a 60 anos chegará a dois bilhões até 2050, e isso representará um quinto da população mundial. Não é pouca gente.
 
Cristina Maria da Silva Pinto, 70, e Gentile Maria Rech Spada, 96, fazem parte de um grupo que é beneficiado por programas para idosos na Grande Florianópolis. Com os esforços dos profissionais da Unimed, elas recebem suporte dos programas Quali+Idade, com ações de promoção à saúde que são gratuitas e Unimed Lar, que oferece visitas domiciliares, evitando que os mais idosos fiquem expostos a hospitais e ambientes que não sejam seguros.
 
Resultado de programas é refletido na qualidade de vida do idoso
Ela tem 70 anos, mas não parece. Cristina Maria da Silva Pinto é aposentada, mas não perdeu o dinamismo. Participante do programa Quali+Idade da Unimed Grande Florianópolis, ela recebe o acompanhamento de saúde na terceira idade para o envelhecimento saudável. O programa ajuda pessoas com doenças crônicas a manter a autonomia e independência durante o processo de envelhecimento, com uma equipe multidisciplinar via contato telefônico, atendimento presencial ou visita domiciliar.

 
Cristina (foto) afirma que esta é uma iniciativa muito bem-vinda para ajudar e orientar os idosos. “Gosto de dançar, e como tenho dores crônicas de coluna, as danças do final de semana me ajudam muito a aliviar a tensão e diminuir as dores”, conta. Cliente da Unimed há cerca de 15 anos, ela aproveita os benefícios do programa.

 “Moro sozinha, eu e minha cachorrinha, desde que meu marido faleceu, há 10 anos. Sou muito independente, ativa, vaidosa e de bem com a vida.  No próximo mês, ainda irei incluir a musculação em minha rotina, para poder ajudar na qualidade de vida que almejo ter para o futuro”, conta. “Na maior parte do dia, dedico-me a cuidar de minhas plantas. Moro em uma casa, e com certeza é o terreno mais florido do bairro”, orgulha-se Cristina.

 E o objetivo do programa Quali+Idade é justamente acompanhar e manter pessoas assim: dispostas, de bem com a vida, estimulando o autocuidado, com acompanhamento profissional e estabilizando a doença crônica. Podem participar do Quali+Idade, clientes da Unimed Grande Florianópolis acima de 60 anos, que sejam moradores dos municípios de São José, Palhoça, Florianópolis e Biguaçu.Para participar do programa Quali+Idade, basta enviar um e-mail para movimentounimed@unimedflorianopolis.com.br. 

 
Paciente informado e consciente da necessidade de bons hábitos
 O médico do Quali+Idade, Dr. Jorge Kleber Neiva Brito Filho, dá apoio junto à equipe de enfermagem ao cuidado com a saúde de 2.442 participantes do programa. Seu método de abordagem traz a horizontalização do atendimento, isto é, deixar o paciente informado e consciente sobre a participação dele nas mudanças de hábitos para respostas mais efetivas ao tratamento e qualidade de vida.
“O paciente não apenas conhece o seu estado de saúde naquele momento, como é estimulado a exercitar o autocuidado”, explica ele, para quem esse tipo de abordagem gera mais participação do paciente, em relação aos atendimentos convencionais. 

“Trabalhamos de forma preditiva, preventiva, personalizada e participativa, de modo que a pessoa é apresentada ao seu estado de saúde, compreende a razão de seguir por um tratamento e não pelo outro, e quais medidas, hábitos de vida para o seu corpo e saúde emocional serão melhores naquele momento”, comenta Dr. Kleber. 
Dessa maneira, o médico explica que informado, o paciente entende melhor os efeitos e as melhorias proporcionadas pelo tratamento que está fazendo e ganha autonomia para compreender o que faz bem a si mesmo.

 

Leia também: Atendimento em casa melhora a
qualidade de vida de paciente de 101 anos

 

Programa Unimed Lar para melhorar a qualidade de vida
Dona Gentile Maria Rech Spada, 96 anos recém-feitos, em 28 de setembro, raramente vai ao hospital, porque o programa Unimed Lar vai até sua casa. Para a idade, ela é bem produtiva e está em dia com a saúde.

Segundo a filha, Maria Angelina, dona Gentile (foto) é muito dedicada ao lar. Prepara a própria comida de acordo com o seu gosto. Opções italianas são a sua preferida como forma de homenagear a origem dos antepassados, já que ela nasceu em Caxias do Sul/RS e veio com 10 meses para SC. Frutas, legumes e verduras não faltam no cardápio de dona Gentile.

Ela conta que toma sol nas costas, pernas e cabeça. Sem conseguir se movimentar por longas distâncias, devido o avançar da idade, ela caminha pelo pátio, por onde aprecia o jardim que hoje é cuidado pela filha. Devota do Sagrado Coração de Jesus, pratica suas orações todos os dias. Sua alegria é ter por perto a filha e o neto, com quem mora.

Dona Gentile é atendida pela Unimed Lar desde outubro de 2018, com todo acompanhamento de saúde feito em casa por uma equipe de profissionais formada por nutricionista, assistente social, fisioterapeuta,  psicólogo e fonoaudiólogo e atendimento médico. Dedicada a sua saúde, já está com as três doses da vacina contra o Coronavírus.

Estudos comprovam que o paciente se recupera melhor no ambiente familiar
O programa Unimed Lar vai ao encontro do conceito atualizado de assistência domiciliar em medicina com base em estudos que comprovam que o paciente se recupera melhor e mais rapidamente no ambiente familiar. A prática valoriza o conforto da casa e o carinho dos familiares.

Este é um serviço oferecido aos pacientes idosos da Unimed Grande Florianópolis que apresentam patologia com indicação para o tratamento hospitalar, mas que pode ser atendido no domicílio, desde que atenda alguns critérios. Explica a médica do programa, Dra. Mary Anne Sirydakis, que a presença da família junto ao idoso lhe proporciona conforto, segurança, dignidade e bem-estar. “Mesmo nos reveses da vida, o idoso terá o atendimento e a família a seu lado”, diz.


Quer receber nossos conteúdos ?

Inscreva-se em nossa newsletter e receba novos assuntos!

Este campo é obrigatório.
Este campo é obrigatório.
Este campo é obrigatório.