Voltar

Unimed mantém o foco para proteger a saúde do negócio

Unimed mantém o foco para proteger a saúde do negócio

Cooperativa médica da Grande Florianópolis esforça-se para estar ao lado de clientes, médicos, prestadores e demais parceiros.

Unimed mantém o foco para proteger a saúde do negócio

Cooperativa médica da Grande Florianópolis esforça-se para estar ao lado de clientes, médicos, prestadores e demais parceiros.

24 Abril 2020

A Unimed Grande Florianópolis vem colocando em prática medidas para enfrentar a pandemia do novo coronavírus nas frentes assistencial e administrativa, liderada pelo presidente Dr. Théo Fernando Bub. Segundo ele, há um forte empenho para assegurar o funcionamento dos serviços, além da remuneração aos médicos cooperados e prestadores.

“O sistema não pode parar de funcionar, especialmente neste tempo de pandemia em que o padrão de atendimento deve ser preservado. Frente às incertezas e dificuldades, há um esforço para manter os pagamentos em dia e ajudar nossos parceiros”, comenta o presidente, referindo-se ao plano emergencial para contribuir com a remuneração mensal do médico, que viu suas consultas e atendimentos caírem desde o início do isolamento social. 

Sem saber por quanto tempo o desequilíbrio causado pela pandemia irá durar, a Unimed Grande Florianópolis, que tem mais de 1.600 médicos associados e 1.100 colaboradores, observa os tempos de agora com uma visão mais sistêmica e integrada, esforçando-se para não repetir os efeitos da crise interna que passou em 2015/2016, quando houve a maior recessão na sua história, na época com 45 anos. Embora esteja agindo com cautela, a cooperativa sabe que precisa superar os desafios que estão por vir, como o de sustentar a carteira de clientes e o de equilibrar a balança entre receitas e despesas. “No passado, assumimos uma empresa em ruínas e fizemos o possível para mantê-la com as portas abertas. Agora, faremos o necessário”, afirma o CEO Richard Oliveira.

Dentro do seu plano emergencial para preservar vidas, a cooperativa médica fez um importante investimento em tempos de Covid-19 com a aquisição de 500 mil máscaras reutilizáveis de tecido para entregar aos clientes, colaboradores e médicos cooperados. Para isso, desenhou internamente uma logística de distribuição, a qual inclui a entrega em endereços e pontos de drive-thru, ocasião em que o cliente, sem sair do seu carro, receberá um kit de máscaras, terá sua temperatura verificada e receberá orientações de profissionais de saúde. Além disso, logo que o vírus chegou a Santa Catarina, a Unimed Grande Florianópolis ampliou sua oferta de atendimento por um canal de telefone, ao qual médicos à disposição pelo 0800 940 7800 esclarecem dúvidas sobre o novo coronavírus e sintomas.

Outra frente de atuação foi o atendimento remoto a pacientes crônicos e acima de 60 anos, considerados grupo de risco, e o estudo técnico sobre o uso da telemedicina.  “Esse momento é atípico e não sabemos por quanto tempo mais permanecerá. Faz parte da nossa missão prestar a melhor assistência aos nossos clientes e unir esforços para estar ao lado dos beneficiários, médicos cooperados, clínicas, laboratórios, hospitais e demais parceiros”, explica o vice-presidente, Dr. Waldemar de Souza Junior.

A cooperativa tem, ainda, reforçado os canais de atendimento com os seus públicos, por meio de aplicativos, portais de relacionamento e chat online, com o objetivo de assegurar os mesmos serviços que eram ofertados antes da pandemia. Dentre as ações preventivas para evitar a transmissão do vírus, reforçou em seu site, redes sociais e na mídia local conteúdo informativo, enquanto que internamente adotou o home office para a equipe administrativa, suspendeu viagens, cancelou eventos e vacinou contra a gripe os colaboradores.Também intensificou a higiene em suas salas e o uso de álcool gel, conservando ambientes limpos para profissionais que atuam no Hospital e unidades. Férias aos envolvidos no atendimento de paciente foram suspensas e o time de profissionais da saúde, reforçado.

“O compromisso é pela saúde tanto dos nossos clientes quanto dos médicos e equipes. Diante do aumento no número de casos, as principais medidas que temos adotado são para retardar e prevenir o contágio da doença”, assegura o superintendente, Dr. Jolnei Antonio Hawerroth.

Em relação às recomendações dos órgãos de saúde, o Hospital Unimed estabeleceu protocolo para atender os pacientes com suspeita e confirmação de diagnóstico de Covid-19, com fluxo de atendimento, incluindo leitos específicos e estrutura de UTI, capacitação de profissionais, adequação de equipamentos de proteção individual (EPIs) e orientações para pacientes e familiares. “Em momentos de crise, como o desta pandemia, fica ainda mais evidente o quanto a segurança no cuidado dos pacientes é importante, assim como a saúde e a integridade dos profissionais que atuam na linha de frente: médicos, enfermeiros, técnicos e equipes de apoio”, afirma o diretor dos serviços próprios e diretor técnico do Hospital Unimed, Dr. Gabriel Gustavo Longo.

Outras providências também preservam a segurança das pessoas, dentre elas a de adiar cirurgias eletivas, ou seja, aquelas que podem ser programadas, e de readequar as consultas nos ambulatórios para evitar exposição ao vírus e aglomeração de pessoas, nesse momento.