Voltar

Se toca e multiplique essa dica

Se toca e multiplique essa dica

Se toca e multiplique essa dica

4 Fevereiro 2020

 

 

 

O dia 05 de fevereiro é marcado como Dia Nacional da Mamografia e Dia do Mastologista. Reservamos para você algumas dicas e alertas.

O câncer de mama é um tumor maligno, formado pelo crescimento de células de maneira desordenada, podendo desenvolver um ou mais nódulos na mama e com capacidade de espalhar-se para outros órgãos e tecidos. Acomete mulheres em qualquer idade, porém é mais comum entre 40 e 60 anos. É importante frisar que o diagnóstico precoce contribui para a cura da doença.

 

Fatores que podem aumentar o risco para a doença:

Fatores endócrinos: História reprodutiva, idade da primeira menstruação menor que 12 anos, menopausa após os 55 anos;

Fatores genéticos: História familiar de câncer de mama em parente de primeiro grau antes dos 50 anos ou de câncer bilateral ou de ovário em qualquer idade.

Fatores comportamentais e ambientais: Sobrepeso e obesidade após a menopausa, ingestão de bebida alcoólica, além de tabagismo.

 

Fatores que ajudam a diminuir o risco de câncer de mama.

Estimular a amamentação: é uma prática que previne e protege do câncer de mama;

Atividade física: nadar, correr, ciclismo, etc. Escolha a que mais te dá prazer;

Manter o peso ideal: a mulher não precisa ser magra, mas a obesidade é um fator de risco, não só para o câncer de mama como para outros tipos de câncer;

Mudanças da alimentação: sabe-se que ingerir muito carboidrato aumenta os níveis de insulina, elevando muito o risco de vários tipos de câncer, inclusive de mama.

 

O Autoexame das Mamas

A observação das mamas, pela própria pessoa, seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano, pode contribuir para o encontro de sinais de alerta e com isso, procurar auxílio médico para avaliação mais precisa.

Conhecer seu próprio corpo é uma maneira de percebe-se e descobrir pequenas alterações.

 

Homens podem ter câncer de mama?

O câncer de mama não é restrito só as mulheres. Homens devem ficar atentos aos possíveis sinais:

Protuberância ou inchaço, geralmente (mas nem sempre) indolor.

Pele ondulada ou enrugada.

Retração do mamilo.

Vermelhidão ou descamação da pele da mama ou do mamilo.

Inchaço nos linfonodos axilares.

Essas alterações nem sempre são causadas por câncer, porem deve-se ficar atento a qualquer alteração nas mamas e sempre consultar um médico para realizar o devido diagnóstico.

 

Diagnóstico precoce

A mamografia é o exame de imagem que ainda é o mais eficaz no rastreio.

De acordo com o Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente, no Brasil existem duas referências quanto à indicação da mamografia:

- Ministério da Saúde: indica rastreio bianual (a cada 2 anos) a partir dos 50 anos de idade, nas mulheres sem sintomas e sem histórico familiar positivo para o câncer de mama.  

- Sociedade Brasileira de Mastologia em conjunto com o Colégio Brasileiro de Radiologia e a Sociedade Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia:  indicam um rastreio um pouco mais precoce, a partir dos 40 anos, anualmente.

Cuidar da saúde é sempre importante, esteja em dia com seus exames e procure sempre a opinião de um especialista.

 

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico Dr. Juliano de Carvalho Nascimento CRM: 43714 – MG – RQE  26505

 

Fonte Fio Cruz 

 


Domingos Gonzaga


Média (0 Votos)
Avaliar: