Voltar

Unimed Itapetininga realiza 1º Arraiá da Oncologia

Unimed Itapetininga realiza 1º Arraiá da Oncologia

Unimed Itapetininga realiza 1º Arraiá da Oncologia

Pacientes, familiares e equipe multidisciplinar participaram, fortalecendo laços e renovando esperanças

 

O 1º Arraiá da Oncologia da Unimed Itapetininga realizado na última quinta-feira (18/07) foi um sucesso, contando com a participação de pacientes, familiares e colaboradores. O evento teve comidas típicas seguindo receitas nutricionais, pescaria, quadrilha, músicas ambientadas e muito diversão. Os objetivos de envolvimento social, distração - tirando o foco da dor- e união foram alcançados.

“Eventos assim são importantes para a integração do paciente com a equipe, eles conseguem perceber que o tratamento de oncologia faz parte do dia a dia, a participação ajuda a ter uma melhor tolerância e aceitação do tratamento”, conta dra. Bárbara Bonaparte, oncologista clínica da Unimed Itapetininga.
Toda equipe multidisciplinar esteve presente, interagindo e tirando dúvidas. Os pacientes trocaram informações, vivências e juntos fortificaram laços. “É o primeiro arraiá no setor de oncologia que realizamos, foi muito positivo. Humaniza o atendimento, torna mais leve a vida, é um evento de acolhimento com a equipe, pacientes e familiares. É a relação do paciente com as suas doenças. Pretendemos a partir de agora realizar este evento todos os anos. Só traz benefícios”, diz Giselle Dominguez, diretora Superintendente da Unimed Itapetininga.
Os feedbacks dos pacientes foram positivos. Fátima Xavier da Silva Rodrigues, de 59 anos, em tratamento de quimioterapia, gostou do evento. “É um estímulo, leva a ver que não estamos sozinhos. Me sinto acolhida, segura e vou retornar para a minha casa feliz. Tira o desânimo e dá forças para continuar”, acrescenta. Já Lirian Brandi, de 51 anos, também em tratamento de quimioterapia, contou que se sentiu muito bem recebida. “O tratamento faz parte, mas todo esse carinho da Unimed Itapetininga é um extra. Ficamos mais animados, conversamos com pessoas que estão passando pelo mesmo momento e nós ajudamos. Vamos levando, o que não podemos é desistir”, fala Lirian.
“A defesa do corpo aumenta quando o estado de alegria se faz presente, a integração ajuda a combater as imunodeficiências, acelerando a imunidade. A quimioterapia acaba fazendo com que a imunidade caia, e esses eventos renovam. Mostra nossa preocupação com cada paciente e que somos todos iguais, aumentando a afinidade e diminuindo os estigmas”, finaliza dr. Sérgio Nechar, oncologista clínico e cirúrgico.
A Unimed Itapetininga se preocupa em cada vez mais prestar um atendimento humanizado, seguro e de qualidade ao paciente, promovendo a assistência multiprofissional de excelência.