Voltar

Fim de ano, festas precisam de cuidado redobrado

Fim de ano, festas precisam de cuidado redobrado

Fim de ano, festas precisam de cuidado redobrado

18 Dezembro 2020

Especialista alerta sobre os riscos das festas de fim ano que podem contribuir com o aumento da transmissão da Covid-19. Para a médica infectologista da Unimed Limeira, Dra. Maria Beatriz Bonin Caraccio, este é um período de comemorações que requer cuidado redobrado de todos.

“Sabemos que 40% das pessoas não apresentam nenhum sintoma e mesmo assim transmitem. E que 45% das pessoas apresentam sintomas leves também transmitem a doença”. Diante dessa realidade, a infectologista destaca que não é possível prever quem pode ou não desenvolver a forma mais grave do coronavírus e que toda prevenção deve ser mantida.

A orientação da Dra. Maria Beatriz é para que as reuniões sejam com menor número de pessoas possível e devem ser restritas ao núcleo íntimo familiar. “Evitar pessoas que não tenham contato com o convívio íntimo da família. E mesmo assim, manter o distanciamento mínimo de um metro e meio e não compartilhar copos e talheres”, alerta.

O uso da máscara deve ser mantido todo tempo possível, mas quando for comer ou beber, deve-se evitar conversas e risadas que podem disseminar partículas no ambiente e também lavar correta e frequentemente as mãos, conclui a infectologista da Unimed Limeira.