Voltar

Novembro Azul

Novembro Azul

Campanha lembra os cuidados que o homem deve ter com a saúde e a prevenção de doenças

Novembro Azul

1º Novembro 2017
 

Exames de rotina como medição da pressão arterial, dosagem do colesterol, glicose ou triglicérides costumam fazer parte da rotina da mulher e pouco estão presentes na vida do homem. O movimento Novembro Azul vem justamente conscientizar o homem sobre a importância dos cuidados diários com a saúde, além da prevenção e do diagnóstico precoce de doenças.

Ter uma alimentação balanceada, praticar regularmente atividades físicas, não fumar e evitar o consumo de bebida alcoólica são hábitos fundamentais para a prevenção de doenças como é o caso das doenças respiratórias e o câncer.

A hipertensão arterial é o principal fator de risco para mortalidade em todo mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 50% das doenças do coração e 75% dos casos de AVC estão relacionados à hipertensão.

Já o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens no mundo e, no Brasil, ocupa esse mesmo ranking quando um tumor está relacionado à mortalidade. Três quartos dos casos de câncer de próstata ocorrem em homens acima de 65 anos. 

 
A próstata

A próstata é uma glândula presente exclusivamente nos homens. Ela fica localizada na parte baixa do abdômen, logo abaixo da bexiga. O câncer de próstata é resultado do crescimento desordenado de células nesta glândula. 

No Novembro Azul diversas ações orientam o homem e seus familiares sobre a importância do cuidado integral da saúde e alerta sobre a necessidade de procurar o médico em caso de identificar algum sintoma relacionado ao câncer de próstata, ou mesmo para conversar com ele sobre a indicação da realização de exames preventivos.

 
Sintomas 

Na maioria das vezes, o câncer de próstata evolui lentamente podendo demorar 15 anos para alcançar 1 cm³. Nesses casos, de acordo com o INCA, o tumor não chega a dar sinais e nem ameaça a saúde do homem. No entanto, há casos em que ocorre um crescimento acelerado do tumor, que chega a se espalhar rapidamente para outros órgãos. 

Os sintomas mais comuns são dificuldade de urinar, frequência urinária alterada, diminuição da força do jato ou sensação de que a bexiga não foi completamente esvaziada. Há casos em que o homem pode sentir dor ou observar sangue ao urinar. Na fase avançada pode provocar dor óssea, infecção generalizada e insuficiência renal.

 
Prevenção

A prevenção do câncer de modo geral começa com uma alimentação saudável ao longo de toda a vida. Frutas, verduras, legumes, grãos, cereais integrais e pouca gordura de origem animal são essenciais para manter o corpo saudável e reduzir os riscos de desenvolver várias doenças. Além disso, recomenda-se realizar 30 minutos de atividade física, manter o peso saudável, reduzir o consumo de álcool e não fumar.

De acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer) “a decisão do uso do rastreamento do câncer de próstata por meio da realização de exames de rotina (geralmente toque retal e dosagem de PSA) em homens sem sinais e sem sintomas sugestivos de câncer de próstata, como estratégia de saúde pública, deve se basear em evidências científicas de qualidade sobre possíveis benefícios e danos associados a essa intervenção”.  O INCA mantém a recomendação de que “não se organizem programas de rastreamento para o câncer da próstata” e que homens que demandam espontaneamente a realização de exames de rastreamento sejam informados por seus médicos sobre os benefícios e limitações do exame.

 

Texto: Jailde Barreto / Design: Carolina Moura

Fonte: Ministério da Saúde / Hospital Albert Einstein / Instituto Nacional de Câncer (INCA)/ Prostate Cancer UK

Conteúdo aprovado pelo coordenador técnico-científico do Portal Unimed.


Média (3 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.