Voltar

Asma é uma das grandes preocupações do inverno

Asma é uma das grandes preocupações do inverno

Asma é uma das grandes preocupações do inverno

“Parece que tem algo trancando a respiração. Aí a tosse não para e às vezes nem é catarro, só os canais inflamados. Quando fico muito tempo tossindo assim, as minhas mãos e o meu rosto começam a amortecer e não consigo pensar mais direito”

O relato, do técnico de informática Guilherme dos Reis, refere-se a uma crise de asma, doença sem cura e que tem entre seus gatilhos o frio. 

Neste domingo, 21 de junho, é o Dia Nacional de Controle da Asma, data importante para lembrar a importância de buscar tratamento. 

A Sociedade Brasileira de Pneumologia estima que haja 20 milhões de asmáticos no país, mas a adesão ao tratamento ainda é insatisfatória. Estudo publicado pelo Jornal Brasileiro de Pneumologia, revelou que menos de 10% dos asmáticos entrevistados tinham a doença controlada. 

Além de prejudicar a qualidade de vida dos pacientes, a asma pode levar a internações em hospitais, colocando-os em grande risco, especialmente agora durante uma pandemia.

“No inverno, para se proteger do frio, as pessoas procuram ambientes mais fechados e tiram do armário cobertores e roupas de lã. Desta forma ficam mais expostas a ácaros, poeira, mofo e pêlos de animais. Esses hábitos levam ao aumento da procura por médico, devido à piora dos quadros respiratórios, desencadeadas por alérgenos, com descompensação de asma”, comenta Dra. Michele Ambrosini Martins, coordenadora médica da Atenção Integral à Saúde da Unimed Litoral.

Para um controle eficaz da asma o paciente deve buscar avaliação de um especialista, para tratamento, e manter hábitos saudáveis com alimentação balanceada, prática de esportes e higiene dos espaços, evitando assim os fatores de exposição típicos da doença.