Voltar

Hospital da Unimed Litoral realiza o primeiro tratamento endovascular com endoprótese bifurcada de ilíaca (Gore - IBE)*

Hospital da Unimed Litoral realiza o primeiro tratamento endovascular com endoprótese bifurcada de ilíaca (Gore - IBE)*

Hospital da Unimed Litoral realiza o primeiro tratamento endovascular com endoprótese bifurcada de ilíaca (Gore - IBE)*

No dia 29 de julho foi realizada no Hospital da Unimed Litoral a primeira cirurgia de endoprótese bifurcada de artéria ilíaca em Santa Catarina. A intervenção cirúrgica foi realizada para correção de um aneurisma. Além de serem incomuns, chegando a acometer cerca de 0,1% da população em geral, o aneurisma se desenvolve de forma gradual e silenciosa, de modo que não existam sintomas que possam identificar a doença. São considerados como grupo de risco pessoas com mais de 60 anos, com predisposições genéticas e fumantes.

O aneurisma de artéria ilíaca corresponde a dilatação da artéria localizada na região pélvica, abaixo do abdome. O tratamento mais indicado para este tipo de aneurisma é a cirurgia endovascular. O método é realizado por meio de cateteres, onde uma endoprótese é inserida no interior da artéria ilíaca, comunicando as duas partes sadias da artéria. A partir deste procedimento, a passagem do sangue para o interior do aneurisma é bloqueada. Neste tipo de intervenção a recuperação do paciente é mais rápida e eficiente.
A endoprótese, utilizada através de método minimamente invasivo, possui um sistema de implantação que permite o selamento da área e garante a colocação ideal. Segundo estudos clínicos realizados nos Estados Unidos, a capacidade do dispositivo de manter a artéria ilíaca externa desobstruída chega a 100%, já a interna 95,1%.