Voltar

Ressonância Magnética 3 Tesla

Ressonância Magnética 3 Tesla

Alta tecnologia em diagnóstico por imagem

Ressonância Magnética 3 Tesla

Alta tecnologia em diagnóstico por imagem

19 Novembro 2019

A ressonância magnética é um dos exames de diagnóstico mais utilizados por médicos nos dias atuais. Através do método é possível captar imagens em alta definição de todo o corpo humano, sendo qualquer órgão e em qualquer ângulo. 

 “A grande vantagem da ressonância é de obter imagens tridimensionais de qualquer região do corpo humano com alto contraste -diferenciação- entre os tecidos, bem como na identificação de doenças em sua fase inicial, possibilitando assim um diagnóstico mais precoce”, explica o Dr. Rony Klaus Isberner, radiologista da Unimed Litoral. 

O Centro de Diagnóstico (CDU) da Unimed Litoral possui a Ressonância 3 TESLA, um equipamento de última geração no diagnóstico por imagem. Além de possibilitar a obtenção de imagens com alta qualidade e definição, a máquina possui uma entrada com 70cm de diâmetro, sendo maior que os equipamentos habituais, causando menos desconforto aos pacientes examinados. 

No CDU, a sala de realização dos exames foi totalmente planejada para trazer mais tranquilidade e bem-estar. Um ambiente calmo foi projetado para que a experiência do paciente seja ainda melhor. A Ressonância 3 TESLA  é de grande eficiência quando utilizada nas áreas do sistema músculo-esquelético e no diagnóstico de doenças relacionadas ao sistema nervoso central, como Alzheimer, Esclerose Múltipla, Autismo e outras. Bem como nos estudos das mamas e da próstata, auxiliando na identificação de lesões ainda em estágio inicial.

Gilda da Silva Reiser, 70 anos, realizou o exame pela primeira vez no CDU e conta sobre a sua experiência: “A Unimed está sendo ótima, é melhor e mais perto da casa da gente. Esse local aqui ficou maravilhoso! A gente perde menos tempo, tem mais agilidade. As pessoas são maravilhosas e muito atenciosas, em todos os sentido. Tanto na recepção, como aqui [posto de enfermagem], quanto lá [sala de exame]. A gente passa por três ou quatro ambientes e a gente é muito bem acolhida”.  

Saiba mais sobre o exame:
A obtenção das imagens se dá através da interação de um campo magnético com os átomos de hidrogênio presentes no corpo humano. De modo mais simples, quando expostos ao campo magnético os átomos são alinhados. A parte do corpo a ser analisada é exposta a pulsos de ondas de rádio frequências que os desalinham novamente, em seguida, o campo magnético presente alinha mais uma vez os átomos. Esta sequência é reproduzida diversas vezes, gerando um sinal que é processado e convertido em imagens e informações computadorizadas de alta definição.