Voltar

Hackthon pela vida

22 Setembro 2020

Equipe vencedora: BSI CovidManager

Devido ao atual contexto que vivemos, precisamos cada vez mais buscar soluções e alternativas para enfrentar e combater esta pandemia. A Rede Municipal de Assistência à Saúde, assim como outras áreas, necessitam frequentemente de ferramentas tecnológicas que auxiliem na resolução e otimização dos processos de trabalho em qualquer organização.

Surge então, o Projeto Hackthon pela Vida, um concurso idealizado pela Life, que tem como escopo incentivar uma maior participação da área de Tecnologia da Informação no setor público da saúde. Elaborado para estudantes da área de T.I., o concurso oferece a oportunidade destes alunos desenvolverem um projeto que que atenda a necessidade de ter uma plataforma digital para o monitoramento dos casos suspeitos ou confirmados na Rede Municipal de Atenção à Saúde no município de Marília.

A Unimed Marília, juntamente com outras entidades, apoia este projeto e irá auxiliar financeiramente no desenvolvimento de soluções que atendam as necessidades dos setores públicos, com benefícios à população local.

“Somos uma Cooperativa de Trabalho Médico, referência na prestação de Serviço em saúde, e chegamos nessa posição, pelo trabalho de excelência que prestamos em favor da comunidade. O Projeto Hackthon pela Vida, é uma iniciativa louvável, e reúne as entidades em prol de um objetivo comum, que é incentivar o jovem estudante, para desenvolvimento na área de Tecnologia da Informação na criação solução tecnológica, contribuindo no combate a pandemia do novo coronavírus”, comenta o diretor presidente da Unimed Marília, Dr. Ruy Yoshiaki Okaji.

As inscrições foram abertas no início de Agosto e a entrega dos projetos aconteceu entre os dias 2 e 4 de Setembro. No total 17 equipes se inscreveram, com mais de 60 participantes e 4 destas equipes se qualificaram para a etapa final.

A equipe vencedora foi a BSI CovidManager, liderada por Natália da Silva, com participações de Luiz Paulo Vieira, Daniel Moya da Silva e Luiz Henrique Murakami apresentaram trabalho bastante consistente, em estágio já preparado para adaptação às necessidades de Monitoramento de Contatos.

Para o diretor presidente da Unimed Marília, participar de um projeto como este é muito gratificante. “Cooperar para o desenvolvimento sustentável da comunidade está em nosso DNA, e realizamos muitas atividades através de parcerias, sempre visando a contínua melhoria da qualidade de vida das pessoas”, conclui.

Luis Eduardo Diaz, diretor de relacionamento da Life ressalta a importância do apoio da Unimed Marília nesta iniciativa. “Minha expectativa é que este seja um instrumento de detecção e análise, de forma que possamos compreender o alcance, e assim, delimitar o risco da contaminação de COVID-19 na cidade”, revela.

Para finalizar, Luis deixa um convite à todos os colaboradores e cooperados da Unimed Marília que queiram somar no projeto, com seus conhecimentos e ideias.