Voltar

Caminhada contra o Diabetes reúne mais de 200 pessoas

29 Novembro 2017

Caminhada contra o Diabetes reúne mais de 200 pessoas 
Promovido pela Unimed Maringá, por meio do Espaço Viver Bem (EVB), evento teve o objetivo de chamar atenção para os cuidados com a doença; percurso foi de aproximadamente 3 km

A 6ª Caminhada contra o Diabetes contou com mais de 200 pessoas participantes. Uniformizados, o grupo que contava com “atletas” que iam desde crianças a idosos, saíram da sede do Espaço Viver Bem (EVB) e percorreram, acompanhados de profissionais de educação física e enfermeiros, aproximadamente 3 km em volta do Parque do Ingá.

De acordo com o profissional de educação física da Unimed Maringá e um dos organizadores do evento, Jhonatan Riedo Batilani, o evento já é tradicional e virou uma espécie de marca registrada do EVB. “No formato de caminhada, a mobilização parece ser mais efetiva, mostrando nosso diferencial de atendimento e de trabalho com as pessoas. O pessoal gosta bastante”, revela.

Batilani destaca que, embora o evento também seja visto como uma forma de confraternização e integração dos clientes atendidos nos programas de gerenciamento de saúde, a Caminhada tem como foco principal a conscientização sobre a doença. “Temos como objetivo mostrar e sensibilizar nossos clientes sobre a importância do autocuidado, sobretudo na prevenção e no tratamento do diabetes, classificada como uma das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) que mais cresce no Brasil.”

Participante assídua
Participante de todas as edições da Caminhada contra o Diabetes, a professora aposentada Aparecida Caprício de Oliveira, a Cida, de 72 anos, já garantiu que participará na edição de 2018. “É muito bom estar reunido com os amigos, pois um incentiva e anima o outro para participar mais vezes e cuidar da saúde juntos. Eventos assim são muito importantes para chamar atenção e nos fazer ver que a diabetes é uma doença séria que, inclusive, já está batendo em minha porta. Por isso precisamos cuidar”, alerta.

Diabetes no Brasil
Dados da última pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), realizada em abril deste ano, revelaram que o número de brasileiros diagnosticados com diabetes cresceu 61,8% nos últimos 10 anos, passando de 5,5% da população em 2006 para 8,9% em 2016. A pesquisa também mostrou que as mulheres registram mais diagnósticos da doença. O grupo passou de 6,3% para 9,9% no período, contra índices de 4,6% e 7,8% registrados entre os homens.

Em um estudo realizado neste ano com 1.006 beneficiários da Unimed Maringá inclusos nos programas do Espaço Viver Bem, 17% foram detectados diabéticos. Desta população, todos possuem médico assistente e participam das atividades oferecidas no EVB, como acompanhamento com a enfermagem e atividades educativas e físicas.