Voltar

Amizade: renove os laços

Amizade: renove os laços

Pesquisas científicas comprovam que a convivência com os amigos pode trazer diversos benefícios à saúde física e mental. Que tal aderir a essa “terapia”?

Amizade: renove os laços

13 Janeiro 2020

A vida corrida nas grandes cidades e o sufoco dos afazeres do trabalho costumam ser um empecilho para encontrar com mais frequência os amigos. Nos períodos de descanso, às vezes há compromissos familiares e não raramente bate aquela vontade de simplesmente ficar em casa. Mas, quem consegue driblar os contratempos e se dedicar mais à vida pessoal, acaba beneficiando inclusive a própria saúde. Isso mesmo! Compartilhar momentos com os amigos, além de trazer a sensação de bem-estar, também ajuda a prevenir doenças.

Uma pesquisa conduzida por profissionais da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, comprovou que, em diferentes faixas etárias, as relações sociais incrementam o bem-estar. Na adolescência, a convivência com amigos ajuda a combater a obesidade e o sedentarismo; na vida adulta, as boas amizades são apontadas como importantes mecanismos para afastar a ansiedade e a síndrome do pânico; já na terceira idade, reduz a hipertensão, a sensação de solidão e a depressão, e ainda colabora para se ter uma boa memória.

quatro amigos caminham e riem

Se parar para pensar, não é difícil identificar como uma conversa com um grande amigo ajuda a aliviar uma angústia ou estresse, a tirar uma sensação ruim e, principalmente, conforta em momentos mais delicados.

Outro estudo, da Universidade de Harvard, apontou que as pessoas que têm menos amigos e são mais solitárias apresentam imunidade mais frágil, com quase o dobro de chance de morrer de doenças do coração e duas vezes mais propensão a contrair gripes e resfriados, mesmo que menos expostas a germes pelo contato social reduzido.

Além de pesquisadores enfatizarem que a convivência social é tão importante quanto ter uma alimentação saudável e praticar exercícios com regularidade, um estudo da Sociedade Gerontológica da América mostrou que idosos que interagem mais com amigos e familiares são mais estimulados e, com isso, se exercitam mais, têm bom humor e menos sentimentos negativos.

senhoras amigas rindo e utilizando um celular

Lista de prioridades

Então, que tal aproveitar as facilidades da tecnologia, os dias de descanso ou mesmo as suas próximas férias para falar mais com os amigos e marcar encontros pessoalmente? Vale encontrar amigos de infância, de escola, de faculdade ou de um trabalho antigo que há tempos você não vê. Estar na presença de pessoas queridas e se envolver em bate-papos com elas certamente ajudará a deixar o fim de ano mais feliz e dará mais energia para começar bem um novo ciclo.

Aliás, para as resoluções de ano novo, vale incluir um item para se lembrar de dar mais importância ao círculo de amizades, programar mais momentos com os melhores amigos ou então se propor a fazer novos amigos. Os cuidados com a saúde estarão intensificados por tabela!

Texto: Karina Fusco | Edição: Ana Carolina Giarrante e Michel Vita | Design: Alex Mendes

Fonte: Revista Proceedings of the National Academy of Sciences, Universidade da Carolina do Norte, Journal of Gerontology e Universidade de Harvard.

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (6 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Conteúdo com a tag atividade física .

Ver todas Noticias

Notícias Unimed ver todas as notícias

2° via de boleto

2° via de boleto 2° via de boleto ...

Trabalhe conosco

Seja um Colaborador Unimed ou Um Jovem Aprendiz   IMPORTANTE: Estou ciente que sou responsável pela veracidade das informações enviadas. Qualquer divergência e/ou...

Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em