Voltar

Exercícios de Kegel

Exercícios de Kegel

Benefícios do fortalecimento pélvico

Exercícios de Kegel

28 Janeiro 2021

Os exercícios de Kegel estão se tornando cada dia mais conhecidos por causa dos benefícios que trazem. Você já ouviu falar deles? Nós reunimos as informações e aqui você vai encontrar:

 

Descobrindo o assoalho pélvico

Exercícios de Kegel: para que serve o fortalecimento pélvico?

2 exercícios de Kegel para fazer em casa

 

Descobrindo o assoalho pélvico

O assoalho pélvico fica na parte do corpo comumente conhecida como “bacia” ou pélvis, entre a barriga e as pernas. O assoalho em si diz respeito aos músculos dessa região que precisam ser bem fortes, já que colaboram com:

  • Bom funcionamento da vagina e do pênis
  • Controle do fluxo de urina e fezes
  • Sustentação de órgãos como bexiga, intestino, útero e ovários ou próstata
  • Suporte do peso do útero e do bebê durante a gravidez
  • Facilidade de orgasmo e/ou ereção peniana 

Com a idade e a falta de exercícios, ou devido à gravidez, esses músculos tendem a enfraquecer e, por isso, é importante trabalhar o fortalecimento pélvico. Vamos entender como?

Começando a se exercitar? Veja como começar a praticar exercícios físicos

 

Exercícios de Kegel: para que servem?

Os exercícios de Kegel são um conjunto de atividades para fortalecer esses músculos do assoalho pélvico. Eles podem ser feitos por homens e mulheres, jovens e idosos e mesmo durante a gestação!

Da mesma forma como precisamos malhar os outros músculos, devemos fortalecer o assoalho pélvico. Como vimos, essa parte do corpo tem influência em muitas áreas de nossa vida e seu fortalecimento faz a diferença no nosso bem-estar.

Conheça alguns benefícios do fortalecimento pélvico:

 

2 exercícios de Kegel para fazer em casa

Eles podem ser feitos em casa, mas devem ser sempre orientados e indicados por um profissional da área da saúde! Antes de começar os exercícios é preciso localizar o músculo que você vai fortalecer.

  • Se você tem vagina, pode encontrar o músculo na hora que estiver fazendo xixi. Tente parar a urina e “segurar”. Pronto, você achou o músculo a ser trabalhado
  • Se você tem pênis, basta simular que vai segurar gases com o ânus e vai ter achado o esfíncter anal e o períneo

Em ambos os casos, tente usar só o músculo determinado, sem usar a musculatura da barriga ou da perna. Se não conseguir de início, não se preocupe, continue os exercícios até que consiga.

Vamos aos exercícios?

Você conhece bem a próstata? Leia mais sobre ela

 

Exercício 1: contrair e relaxar

  • Encontre e sinta o músculo a ser trabalhado
  • Contraia com força, evitando usar outros músculos
  • Segure por 6 a 10 segundos
  • Relaxe
  • Repita cerca de 8 vezes

 

Exercício 2: elevador

  • Encontre e sinta o músculo a ser trabalhado
  • Imagine que está em um elevador que sobe
  • À medida em que “os andares forem subindo”, contraia cada vez mais os músculos
  • Quando chegar ao seu máximo, vá “descendo”, relaxando os músculos bem aos poucos
  • Repita cerca de 8 vezes

Ambos os exercícios podem ser feitos mais de uma vez por dia. Por exemplo: ao acordar, durante o almoço e antes de dormir. No começo, tente em casa, onde estiver mais à vontade. Com o tempo, você poderá fazer o exercício em qualquer lugar, já que ninguém o vê.

 

Fontes: Exercícios de Kegel (UFRGS)Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde (2003) - Fique amiga dela (USP), Orientações para exercícios da musculatura pélvica (UFRGS).


Texto: Agência Babushka | Edição e Revisão: Unimed do Brasil

Revisão técnica: equipe médica da Unimed do Brasil


Média (4 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Conteúdo com a tag vida saudável .

Ver todas Noticias

Notícias Unimed ver todas as notícias

2° via de boleto

2° via de boleto 2° via de boleto ...

Trabalhe conosco

Seja um Colaborador Unimed ou Um Jovem Aprendiz   IMPORTANTE: Estou ciente que sou responsável pela veracidade das informações enviadas. Qualquer divergência e/ou...

Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em