Voltar

VI Simpósio da Unimed Cerrado debate mudança no modelo assistencial

VI Simpósio da Unimed Cerrado debate mudança no modelo assistencial

VI Simpósio da Unimed Cerrado debate mudança no modelo assistencial

1º Dezembro 2015

Realizado em Goiânia nos dias 26 e 27 de novembro, com a participação de cerca de 200 dirigentes, cooperados e colaboradores do Sistema no Centro-Oeste e Tocantins, além de convidados de outros Estados, o VI Simpósio da Unimed Cerrado debateu os Desafios da Mudança do Modelo Assistencial do Sistema Unimed.


Em praticamente todas as oficinas, reuniões e mesas-redondas, que integraram a programação, os par­ticipantes manifestaram e apoiaram a necessidade desta mudança e a importância da adoção de um modelo que tire o foco central do diagnóstico e tratamento de doenças e volte a atenção para a preven­ção de enfermidades e a promoção da qualidade de vida da população.


A abertura oficial do evento, na noite de 26 de novembro, contou com a participação do diretor Adminis­trativo da Unimed do Brasil, João Saad, do diretor de Integração Cooperativista e Mercado, Valdmário Rodrigues Júnior, e do superintendente Político-Institucional da Confederação e presidente da Unimed Cerrado, José Abel Ximenes, que reforçou que o modelo de atenção integral à saúde, que há décadas vem sendo adotado pelas principais nações desenvolvidas, especialmente europeias, precisa urgente­mente ser implementado na saúde suplementar brasileira.


Ainda na solenidade de abertura, a especialista em Regulação da Agência Nacional de Saúde Suple­mentar, Tatiana Pereira das Neves Gamarra, falou sobre importância da qualificação das operadoras e sobre a mudança nos parâmetros assistenciais de saúde na visão do órgão regulador.