Voltar

Cooperativa avança em ações de sustentabilidade e produz energia limpa

Cooperativa avança em ações de sustentabilidade e produz energia limpa

Cooperativa avança em ações de sustentabilidade e produz energia limpa

A sustentabilidade socioambiental sempre esteve entre os princípios adotados pela Unimed Metropolitana, que há 12 anos é reconhecida pela Fundação Unimed pelos projetos na área. Em 2014, a cooperativa já havia conquistado Selo de Sustentabilidade Ouro, a categoria mais elevada, mantido até os dias atuais. E para reforçar toda essa trajetória, mais um passo nessa direção é dado pela atual diretoria, com apoio dos cooperados: a geração de energia limpa com a adoção de sistema de placas fotovoltaicas para a produção de energia elétrica e partir do sol.

Para isso, painéis solares estão montados nas áreas destinadas ao estacionamento na sede da cooperativa, em Arapiraca e em locais como a piscina utilizada para a prática de atividades físicas por parte de beneficiários, integrantes de projetos de prevenção à saúde. A Metropolitana do Agreste se torna a primeira Unimed em Alagoas e uma das primeiras do Brasil a gerar a própria energia elétrica a partir da irradiação solar.

“Temos princípios que visam a sustentabilidade sócio-ambiental. Pensamos em contribuir com o planeta com o uso de energia limpa e nos tornarmos auto-suficientes na produção de energia elétrica para abastecer nossa sede. O resultado é este projeto pioneiro entre as cooperativas médicas em Alagoas e que deve gerar economia para a cooperativa, além de beneficiar o meio ambiente”, comemora Lenildo Amorim, presidente da Metropolitana do Agreste.

Ele destaca que, além de atuar à geração de energia elétrica, as placas fotovoltaicas estão colocadas intencionalmente em áreas destinadas ao estacionamento de veículos, assim, também servem para proteger e permitir que os automóveis ficam parados na sombra. Na piscina, segundo o gestor, a estrutura montada serviu para a proteção dos beneficiários, principalmente nos horários onde o sol está mais quente durante o dia.

“Havia um pedido para que a piscina fosse coberta, como forma de se ampliarem os horários para a prática de natação e hidroginástica. Agora, além disso, estamos também gerando a própria energia elétrica que aquece a água”, destaca Lenildo Amorim.

O reconhecimento pela Fundação Unimed Brasil aos projetos da cooperativa, renovado há mais de uma década, passa por avaliações anuais que incluem ações voltadas ao desenvolvimento social e à preservação do meio ambiente em Arapiraca e região e ainda a questões como a relação da cooperativa com a sociedade, o poder público ou mesmo os próprios colaboradores da empresa, entre outros aspectos.

“Somos uma Cooperativa Médica consciente de seu papel para tornar nossa cidade, nossa região, o planeta melhor de se viver”, reforça Ulisses Pereira, vice-presidente da cooperativa e coordenador do Setor de Responsabilidade Social.

Para além dos Selos conquistados nos últimos 12 anos, a Cooperativa também ganhou, em 2012, o Prêmio Djalma Chastinet Contreiras de Responsabilidade Social. Concedida pela Unimed do Brasil, a premiação veio como incentivo à difusão das ações sociais nas cooperativas médicas e para destacar aquelas que têm avançado na gestão voltada à sustentabilidade.

Entre os projetos desenvolvidos Metropolitana do Agreste estão o “Saúde no Parque”, “Ao Redor da Unimed” e “Sou Fera Unimed”, entre outros, além de campanhas de prevenção, apoio ao esporte e à cultura.

Em 2014, a cooperativa também já havia conquistado certificação verde internacional pela redução de pelo menos 50% do consumo de energia elétrica nos computadores da nova sede e Centro Integrado de Atenção à Saúde Dr. José Pereira Mendes (Cias). Na prática, a medida implantada pela equipe do setor de Tecnologia da Informação (TI) já havia resultado na neutralização de gás carbônico emitido na atmosfera. O certificado foi emitido pela The CarbonNeutral Company, companhia internacional que atua no combate a emissão de gases danosos ao meio ambiente.


Marcelo Amorim