Voltar

Demanda elevada de pacientes respiratórios faz Hospital Unimed adequar Pronto Atendimento

Demanda elevada de pacientes respiratórios faz Hospital Unimed adequar Pronto Atendimento

Demanda elevada de pacientes respiratórios faz Hospital Unimed adequar Pronto Atendimento

1º Março 2021

A crescente demanda de pacientes com sintomas respiratórios nas últimas semanas de fevereiro faz o Hospital Unimed Noroeste/RS proceder a adequação dos serviços em seu Pronto Atendimento. A partir desta segunda-feira, 1º, os pacientes com sintomas respiratórios voltam a ser atendidos de forma exclusiva na estrutura própria do PA. Já aqueles que buscam o serviço com outras manifestações clínicas estão sendo direcionados para área anexa, utilizando-se do Centro de Diagnóstico por Imagem. O formato já havia sido adotado por alguns meses durante o ano passado.

O diretor técnico do Hospital Unimed, médico Marcelo Brum Miron, ressalta que a medida busca adequar melhor a estrutura do Pronto Atendimento diante da acentuada procura por pessoas com sintomas respiratórios. “A segunda quinzena de fevereiro apresenta demanda elevada. A adequação feita reforça o cuidado com a segurança de todos, desde os profissionais envolvidos na linha de frente quanto dos próprios pacientes que buscam atendimento”, aponta. O plantão médico também está sendo reforçado a partir desta segunda em horário de maior demanda conforme análise sobre a procura pelo serviço.

Em fevereiro foram registrados 920 atendimentos no PA do Hospital Unimed Noroeste/RS de pessoas com sintomas respiratórios, representando aumento de 43% no comparativo com janeiro (642 no total). Somente na última semana procuraram pelo serviço 369 pacientes, o que se reflete também no número acentuado de notificações de casos positivos de Covid-19 aos órgãos de saúde, totalizado 89 nos últimos sete dias.

O Hospital Unimed Noroeste/RS reforça ainda a orientação para que sejam priorizados neste momento apenas os exames de urgência, reduzindo a circulação no ambiente hospitalar. Quando necessário, a recomendação é de que sejam agendados previamente pelos canais de atendimento. As cirurgias eletivas seguem suspensas seguindo orientação do Plano de Emergência Hospitalar Estadual.