Voltar

PGDC da Unimed mudou hábito de trabalhador

PGDC da Unimed mudou hábito de trabalhador

PGDC da Unimed mudou hábito de trabalhador

O PGDC – programa de gerenciamento de doenças crônicas não transmissíveis da Unimed Norte Fluminense já começou a dar resultados junto aos colaboradores da Quatá Alimentos que são beneficiários desta cooperativa médica.  Foi o caso de Paulo Roberto Fraga Freitas, 43 anos, operador de caldeira, que trabalha há mais de 23 anos naquela empresa.  Ele aderiu ao programa em fevereiro último e até maio conseguiu emagrecer 27 Kg, através de orientação nutricional e de enfermagem, desenvolvendo dieta e praticando exercícios.

“Comecei a fazer dieta prescrita pela nutricionista e a pedalar 30 Km diariamente.  Também parei de beber cerveja e de comer churrascos e comidas com muita gordura em todas as folgas, como fazia antes.  Mudei meus hábitos e se antes conseguia jogar apenas um tempo, hoje participo de até três partidas inteiras de futebol nos finais de semana”, contou.

Ele disse ainda que sempre foi incentivado pelo sobrinho Guilherme, de 6 anos, e que sua dieta acabou por influenciar positivamente a esposa Neide, que também emagreceu, cerca de 8 Kg.

“Hoje estou mais disposto para o trabalho e sumiram as dores nas costas e nas pernas que sentia quando estava com o peso anterior.  Foi uma mudança que valeu a pena e espero chegar próximo dos 80 Kg”, projetou Paulo que pesava 133 Kg antes de iniciar o programa e recebeu um brinde da Unimed por sua conquista.

O PGDC da Unimed Norte Fluminense segue a linha de atuação do programa mude1hábito da Unimed do Brasil, e de acordo com o Dr. José Roberto Ribeiro, coordenador do programa, “na prática o PGDC faz uma avaliação individual de cada colaborador da empresa com entrevista e levantamento de histórico familiar com relação a doenças, além de aferição de pressão, teste de glicemia e checagem de peso e altura para obtenção do IMC – índice de massa corporal.  Após essa avaliação os dados são planilhados em busca de resultados que indiquem se o colaborador apresenta obesidade, diabetes ou hipertensão, e caso sim, haverá orientação individual feita por uma equipe multidisciplinar composta por médico, assistente social, nutricionista, enfermeira, técnico em enfermagem, fisioterapeuta, psicólogo e educador físico”.  Ele disse ainda que o programa “conscientiza os colaboradores quanto aos cuidados em relação à saúde, evita agravos de doenças crônicas já instaladas, estreita os laços entre empresa e equipe e aumenta a produtividade”.

A Fadel (leia-se Ambev) também participa do programa e caso sua empresa ofereça o plano de saúde Unimed Norte Fluminense para seus colaboradores e tenha interesse em participar do PGDC, favor contatar a Unidade Assistencial Unimed, tel. 22 3823 – 2450, e procurar por Inês Carvalho.

PGDC - tem o objetivo de implementar um sistema de gestão de saúde para atender a demanda da empresa em cumprir as legislações de Saúde, diminuir o absenteísmo por meio da gestão da saúde e reduzir os riscos relacionados a doenças no trabalho.

Na foto à esq. A  nutricionista Renata Freitas, a enfermeira Kizzany Silva, Paulo Freitas e a enfermeira Inês Carvalho.


Camilo de Lellis