Voltar

Reajuste autorizado para planos individuais

Reajuste autorizado para planos individuais

ANS divulga teto de reajuste autorizado para planos individuais 2021

Reajuste autorizado para planos individuais

ANS divulga teto de reajuste autorizado para planos individuais 2021

16 Julho 2021
Através do Comunicado nº 93, de 09 de julho de 2021, a Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS fixou o índice de reajuste máximo de -8,19% (menos oito inteiros e dezenove centésimos por cento).

O índice de reajuste a ser aplicado aos planos de saúde médico-hospitalares individuais/familiares no período compreendido entre maio de 2021 e abril de 2022.

O percentual é valido para os planos de saúde contratados a partir de janeiro de 1999 ou adaptados à Lei nº 9.656/98 e atinge cerca de 20% do mercado de consumidores de planos de assistência médica no Brasil, de acordo com o diretor da ANS, Paulo Rebello.

Em dezembro de 2018, a ANS publicou a Resolução Normativa nº 441, estabelecendo uma nova metodologia para o reajuste de planos individuais/familiares, contratados após 1º de janeiro de 1999 ou adaptados à Lei nº 9.656/98. Essa metodologia é resultado de estudos e pesquisas realizados ao longo de vários anos e de amplo debate com o setor e a sociedade e é baseada na variação das despesas médicas apuradas nas demonstrações contábeis das operadoras e em um índice de inflação, trazendo mais transparência e previsibilidade ao índice de reajuste.

O cálculo combina o Índice de Valor das Despesas Assistenciais (IVDA) com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), retirando-se deste último o subitem Plano de Saúde. O IVDA reflete a variação das despesas com atendimento aos beneficiários de planos de saúde, enquanto o IPCA incide sobre custos de outra natureza, como despesas administrativas.

Na fórmula, o IVDA tem peso de 80% e o IPCA de 20%.

O IVDA tem três componentes: a Variação das Despesas Assistenciais (VDA), o Fator de Ganhos de Eficiência (FGE) e a Variação da Receita por Faixa Etária (VFE). O FGE é um índice de eficiência apurado a partir da variação das despesas assistenciais e o VFE deduz a parcela da variação das despesas que já é recomposta pelos reajustes por mudança de faixa etária.

Entenda o cálculo

Reajuste = (80% * IVDA) + (20% * IPCA EXPURGADO)

Veja como será aplicado o reajuste

O índice de reajuste autorizado pela ANS pode ser aplicado somente a partir da data de aniversário de cada contrato. Para os contratos com aniversário em maio, junho, ou julho será permitida aplicação retroativa do reajuste, na forma prevista pela RN nº 171/2008.

infog_2021.png

Para acessar a página da ANS que contém mais detalhes do cálculo, clique aqui.

Caso tenha dúvidas de como será aplicado o reajuste para a sua mensalidade ligue-nos pelo telefone (45) 3240-8200

Assessoria