Voltar

A chegada do inverno pode agravar o contágio do novo coronavírus?

A chegada do inverno pode agravar o contágio do novo coronavírus?

A chegada do inverno pode agravar o contágio do novo coronavírus?

Durante o período de inverno no ano, a combinação de temperatura baixa com ar mais seco somado ao fato de que as pessoas ficam durante mais tempo em ambientes fechados contribui para a proliferação dos vírus respiratórios, dentre eles o coronavírus.

A umidade do ar baixa resulta, também, numa maior concentração de poluentes que favorecem o aparecimento das doenças respiratórias. Pessoas com quadros de asma, bronquite, rinite e sinusite precisam redobrar os cuidados nesta época.

Nesse período do ano os problemas respiratórios costumam se intensificar. Se as projeções da OMS e do Ministério da Saúde estiverem certas, o pico da pandemia de coronavírus no Brasil coincidirá com esse período, podendo resultar em hospitais sobrecarregados e na falta de leitos hospitalares para o tratamento dos pacientes com casos menos graves.

Se prevenir é o melhor remédio

Independentemente do clima, a prevenção é o melhor caminho para minimizar os riscos de contágio. Seja do coronavírus ou da gripe e de outras doenças respiratórias. As medidas de isolamento social tem se mostrado eficazes para reduzir a velocidade de contágio e evitam que as unidades de saúde fiquem sobrecarregadas.

Siga os protocolos de distanciamento e higienização e mantenha os ambientes sempre limpos, higienize suas mãos com água e sabão ou álcool em gel, evite aglomerações e locais fechados e, caso precise sair, sempre utilize sua máscara.