Voltar

Tabagismo X Coronavírus

Tabagismo X Coronavírus

Como lidar com o vício em tabaco em tempos de pandemia de coronavírus

Tabagismo X Coronavírus

Como lidar com o vício em tabaco em tempos de pandemia de coronavírus

 

Você sabia que o tabagismo é reconhecido como doença crônica? Ela é causada pela dependência à nicotina presente nos produtos à base de tabaco. Hoje, é o maior fator de risco evitável de adoecimento e morte no mundo. Nesses dias de pandemia do novo coronavírus (causador da Covid-19), uma doença que ataca diretamente os sistemas respiratórios, saiba por que quem fuma tem maior risco de desenvolver sintomas graves caso seja contaminado.

 

  • Quem fuma faz parte do grupo de risco para o coronavírus (Covid-19)?

O tabaco causa diferentes tipos de inflamação e prejudica os mecanismos de defesa do organismo. Por esses motivos, os fumantes têm maior risco de infecções por vírus, bactérias e fungos. Os fumantes são acometidos com maior frequência por infecções como sinusites, traqueobronquites, pneumonias e tuberculose. Além disso, o consumo do tabaco é a principal causa de câncer de pulmão e importante fator de risco para doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), entre outras doenças.

Pelo exposto, podemos dizer que o tabagismo é fator de risco para a Covid-19. Devido a um possível comprometimento da capacidade pulmonar, o fumante possui mais chances de desenvolver sintomas graves da doença.

 

  • Fumar aumenta o risco de contrair coronavírus?

O fumante, caso leve as mãos não higienizadas à boca para fumar, pode contrair o vírus. Tabagistas têm seu sistema respiratório prejudicado pelo fumo, e, portanto, se infectados pelo coronavírus, podem ter sua saúde ainda mais ameaçada.

 

  • Narguilé e dispositivos eletrônicos para fumar podem transmitir coronavírus?

No uso do narguilé, é comum o compartilhamento das piteiras, expondo os usuários ao risco de contaminação e transmissão de várias doenças infectocontagiosas, entre elas, a Covid-19, infecção causada pelo coronavírus. Isso também acontece quando um dispositivo eletrônico para fumar é utilizado por mais de uma pessoa.

E por conterem tabaco, o narguilé e os dispositivos eletrônicos para fumar são prejudiciais à saúde pulmonar, e seu consumo aumenta o risco para desenvolvimento de sintomas mais graves da Covid-19.

 

  • Parar de fumar ajuda na prevenção da Covid-19 (transmitida pelo coronavírus)?

Ao deixar de fumar, os benefícios à saúde são imediatos, pois após 12 a 24 horas sem fumar os pulmões já funcionarão melhor. Além de evitar aglomerações, utilizar máscaras de proteção, lavar as mãos com água e sabonete ou usar álcool em gel para higienizá-las, não compartilhar objetos pessoais e manter ambientes bem ventilados para prevenir o contágio pelo coronavírus, é muito importante PARAR DE FUMAR. Deixar o cigarro pode reduzir o risco de desenvolver a forma mais severa da Covid-19.

 

Este pode ser um bom momento para decidir parar de fumar e a Unimed Paranaguá quer te ajudar! Nós disponibilizamos para você o Programa Anti-Tabagismo da nossa Medicina Preventiva onde você será acompanhado e cuidado durante esse processo. 

 

Clique aqui para se inscrever no programa Anti-Tabagismo da Unimed Paranaguá.

 

Cuidar de você, #esseéoplano!

 


Fonte: https://www.inca.gov.br/perguntas-frequentes/tabagismo-e-coronavirus-covid-19