Gravidez e Covid-19

 

Segundo a Sociedade brasileira de Pediatria – SBO – 9 de março de 2020, o Aleitamento Materno pode e deve ser mantido mesmo em caso de infecção da mãe lactente.

Até o presente momento, de acordo com um estudo publicado no Lancet, não foi encontrada a presença do vírus em líquido amniótico, sangue do cordão umbilical, swab da orofaringe do recém-nascido e nem no leite materno de mães que estavam infectadas pelo Covid-19. Não há comprovação de contaminação vertical na gestação e nem no período de amamentação.

Para a mãe que queira, continuar com o aleitamento materno, basta seguir alguns cuidados: 

-Higienizar as mãos com água e sabão antes de iniciar a amamentação

-Usar máscara no rosto durante a amamentação

Vale lembrar que o leite materno tem infinitas capacidades, dentre elas, alterar suas capacidades de imunização e isso conforme o desenvolvimento e necessidade do bebê naquele momento. Quanto mais tempo o bebê for amamentado, mais anticorpos produzidos pela mãe, ele receberá.

Lembre-se: Os benefícios da amamentação superam os riscos de transmissão do Covid-19.