Voltar

Colaboradores recebem garrafa de água personalizada, em comemoração ao Dia Mundial da Voz

Colaboradores recebem garrafa de água personalizada, em comemoração ao Dia Mundial da Voz

Colaboradores recebem garrafa de água personalizada, em comemoração ao Dia Mundial da Voz

4 Maio 2020

Quando o assunto inclui cuidados com a voz, logo o que vem à mente da maioria das pessoas é que comer maçã é um dos cuidados que podem ser adotados. 
Sim, realmente, a maçã é uma fruta que ajuda no cuidado da voz, pois tem propriedades adstringentes, que contribuem para a limpeza do trato laringeo. Por ser um alimento sólido, sua mastigação favorece a melhor funcionalidade dos músculos faciais, extremamente importantes para uma boa articulação dos sons da fala.
Agora, além da maçã, existe outro elemento que é primordial para quem quer cuidar da saúde da sua voz, a água. Por isso, em lembrança ao Dia Mundial da Voz, comemorado no dia 16 de abril, a fonoaudióloga do Centro de Atenção à Saúde – CAS, da Unimed Pato Branco, Pamela Trindade e o Jeito de Cuidar Unimed, organizaram uma ação voltada para a conscientização e informação dos colaboradores, sobre os benefícios do consumo de água, para a saúde da voz. 
A ação consistiu na entrega de uma garrafa de água personalizada, para cada colaborador. No rótulo da garrafa foi divulgada a seguinte dica: “Beba em média 8 copos de água bem distribuídos ao longo do dia, dando pequenos goles durante as atividades do cotidiano, principalmente nos intervalos de exercícios físicos ou quando estiver utilizando a voz”. No total foram entregues 170 garrafas. 
De acordo com a fonoaudióloga Pamela, quando ingerimos a quantidade adequada de água diariamente, estamos também promovendo a hidratação das pregas vocais (popularmente conhecidas como cordas vocais). Contudo, a hidratação não é imediata após a ingestão de água, pois as pregas vocais ficam na laringe, que faz parte do sistema respiratório, ou seja, por lá, só passa ar e a entrada de líquidos ou sólidos na laringe provocaria acessos de tosse para a proteção das vias aéreas, e evitaria assim uma pneumonia por aspiração de elementos estranhos ao trato respiratório.
Desta forma, a água que bebemos demora por volta de uma hora para chegar aos tecidos do corpo, dentre eles a mucosa e os músculos da laringe, por meio do processo de absorção sistêmica. Por isso, é importante que ao longo do dia as estruturas responsáveis pela produção da voz estejam sempre bem lubrificadas, e para isso, o consumo de água é fundamental para garantir boas condições de mobilidade das pregas vocais.