Voltar

Roda de Conversa Gestantes fala sobre Amamentação

Roda de Conversa Gestantes fala sobre Amamentação

Roda de Conversa Gestantes fala sobre Amamentação

12 Agosto 2019

Abrindo a Campanha “Eu Apoio a Amamentação” e as ações do “Agosto Dourado”, a Unimed Pato Branco realizou, no dia 29 de julho, a Roda de Conversa Gestantes, que abordou o tema: “Amamentação, vínculo familiar e banco de leite materno, para que servem?”. 
A Roda de Conversa Gestantes é um projeto desenvolvido pela equipe multiprofissional do Centro de Atenção à Saúde – CAS e tem a finalidade de reunir os beneficiários, para discutir temas que sempre estão gerando dúvidas na cabeça das futuras mamães e papais, ou mesmo, daqueles que já vivenciaram a experiência da maternidade, e gostariam de aprimorar seus conhecimentos. 
Nesta edição do evento, participaram quatro casais beneficiários, além da doula e fisioterapeuta, Denise Penteado. Da equipe da Unimed estiveram a nutricionista Karise Brasil, a enfermeira Ana Carolina Bonatto e a fonoaudióloga Pamela Trindade. Elas nortearam o tema sobre amamentação e a importância do vínculo familiar. 
Para falar sobre o trabalho do Banco de Leite Materno, também participou a enfermeira coordenadora do banco de leite, Andressa Regina Verlang Milan. Ela explicou sobre a importância da doação do leite pelas mãezinhas, que tiverem condições; como é feito o processo de coleta e armazenamento; bem como de doação do leite aos bebês. 
Segundo Andressa, desde que o banco de leite foi inaugurado, em novembro de 2018, já foram recebidos mais de 204 litros de leite materno, que proporcionaram a alimentação de mais de 120 bebês. 
O casal de beneficiários, Regina e Graziano de Moura, participaram da Roda de Conversas. Eles aguardam pela chegada da Bella, e por isso se interessam pelo tema da amamentação. “A maior preocupação da mães, assim como a minha, era saber se havia a necessidade de um preparo das mamas previamente e os motivos que podem me levar a ter leite ou não, e a roda de conversa proporcionou conhecer as práticas, que eu já posso adotar antes mesmo da Bella estar aqui e assim conseguir uma amamentação tranquila e completa”, destacou Regina. 
Para o pai Graziano, o vínculo familiar e a sua atuação como apoiador do processo de amamentação, também foi um assunto importante abordado no encontro. “Eu vejo que em todas as etapas, desde a gestação até o nascimento, o papel do pai é fundamental, mas depois do nascimento, será ainda mais, porque será importante dar todo o suporte para a minha esposa e para a nossa bebê”, comentou. 

Tema abordado nesta roda de conversa, fez parte das ações da Campanha “Eu Apoio a Amamentação” e do “Agosto Dourado”