Voltar

Alimentação direcionada para a prevenção

Alimentação direcionada para a prevenção

Alimentação direcionada para a prevenção

Dando continuidade ao projeto de avaliação e acompanhamento de fatores de risco cardiocirculatório, que tem por objetivo avaliar e acompanhar a prevalência de fatores de risco cardiovasculares como sedentarismo, obesidade, dislipidemia, resistência insulínica e pressão arterial sistêmica em crianças e adolescentes de 10 a 17 anos que residem no Lar Emiliano Lopes, no dia 19 de dezembro foi realizada uma oficina sobre alimentação.

A partir do resultado dos exames laboratoriais que as crianças realizaram no Laboratório Unimed em setembro de 2013, que apontou algumas alterações principalmente no colesterol, uma dinâmica prática para a inclusão de sardinha no cardápio semanal da instituição foi preparada e aplicada.

“Por se tratar de um alimento com baixo custo e muitas propriedades nutritivas como ômega 3, a sardinha é uma excelente fonte de proteínas completas e de alto valor biológico, ferro, fósforo, magnésio, vitaminas A, B, D, E e K, por isso a opção pela inclusão no cardápio semanal das crianças e adolescentes”, explicou a nutricionista da Unimed Planalto Médio, Renata Marcondes Dal Piva.

A oficina foi realizada em parceria com a nutricionista do Lar Emiliano Lopes, Anelise de Souza Grandeuax e foram realizadas três receitas com sardinha e um lanche coletivo para saborear o novo ingrediente das refeições.