Voltar

Nova UTI neopediátrica amplia atendimento infantil de alta complexidade no HGU

Nova UTI neopediátrica amplia atendimento infantil de alta complexidade no HGU

Hospital passa a ter o serviço próprio e é o único da cidade a contar com leito híbrido de cuidado intensivo neonatal

Nova UTI neopediátrica amplia atendimento infantil de alta complexidade no HGU

Hospital passa a ter o serviço próprio e é o único da cidade a contar com leito híbrido de cuidado intensivo neonatal

28 Setembro 2018

O Hospital Geral Unimed (HGU) inaugura, na próxima segunda-feira (01), a unidade de terapia intensiva (UTI) neonatal e pediátrica para atender recém-nascidos de risco ou prematuros e crianças até 12 anos.

A nova unidade faz parte das estratégias de expansão dos serviços próprios da Unimed Ponta Grossa e amplia a oferta de leitos em unidade de tratamento intensivo infantil em Ponta Grossa, voltados aos beneficiários do plano de saúde e pacientes particulares.

Segundo Francisco Carlos de Moraes, diretor de Mercado e Desenvolvimento da cooperativa, é uma conquista significativa, pois vem somar à estrutura oferecida, complementando o mix de serviços para pacientes Unimed e particulares e ampliando o atendimento de alta complexidade dos pacientes infantis. “Era um desejo da cooperativa e também uma necessidade. Até o momento, nós contávamos com esse serviço em outros hospitais e utilizávamos a estrutura de terceiros. Agora, podemos otimizar esse atendimento especializado dentro do próprio hospital, garantindo o nível de qualidade em cuidado que temos com nossos pacientes”, analisa.

Entre estrutura física, equipamentos tecnológicos e treinamentos, foi investido mais de R$ 1mi. A UTI infantil conta com seis leitos, sendo um isolamento e é a única de Ponta Grossa a contar com um leito híbrido de cuidado intensivo neonatal, que funciona tanto no modo incubadora quanto no modo berço aquecido no mesmo leito, possibilitando o tratamento com mínimo manuseio do paciente.

De acordo com Luciane Zanetti, gerente de enfermagem do hospital, além das crianças internadas, uma unidade de tratamento intensivo também deve considerar os pais. “Os profissionais foram treinados com base em protocolos referenciados que garantam a segurança assistencial, assim como os cuidados e acolhimento estão focados na missão da instituição de cuidar de pessoas com qualidade e excelência, abrangendo  a criança, pais e familiares”.

Ainda segundo Luciane, para somar às capacidades e atendimento técnico da unidade, serão aplicados também protocolos e práticas de humanização, como o Método Mãe-Canguru, Hora do Soninho, Incentivo à Amamentação, Terapia de Rede de Balanço (rede conforto), Banho de Ofurô e conforto por meio de música.

O serviço vai contar com equipe específica e especializada em neonatologia e pediatria, sendo composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e outros profissionais da saúde, como fisioterapeutas, por exemplo.

“A gestante é muito preocupada com o cuidado que o bebê vai ter nos primeiros minutos de vida e o fato de poder contar com uma UTI neopediátrica dentro do nosso hospital traz mais segurança às gestantes que derem à luz no HGU. Agora, caso aconteça algum imprevisto durante o parto, o atendimento se torna mais rápido, com equipe especializada e elimina a necessidade de transferir a criança para outro hospital”, ressalta o diretor de Mercado.

 


Liziana Freitas

Fonte: Unimed Ponta Grossa