No momento em que estamos vivendo, a Pandemia da COVID-19 trouxe grande impacto funcional aos que se recuperam da doença, especialmente aqueles que necessitaram de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Dentre esses impactos podemos citar: fraqueza muscular, falta de ar, ansiedade, estresse pós-traumático entre outros. Devido à necessidade de distanciamento social para evitar a propagação do vírus, e dos altos números de indivíduos que apresentam  incapacidade funcional pela COVID-19, há a necessidade de divulgação de uma Cartilha com orientações básicas para aqueles que se recuperam da COVID-19. É importante ressaltar que essa Cartilha de exercícios Fisioterapêuticos Pós-COVID não substitui uma avaliação por uma equipe de Reabilitação.

 

Cartilha de Exercícios Fisioterapêuticos Pós-COVID-19

A pandemia da COVID-19 trouxe diversos impactos ao mundo, ocasionando altas taxas de internação hospitalar e mortalidade. A COVID-19 traz também grande impacto funcional aos que se recuperam da doença. Dentre esses impactos, podemos citar: transtorno de estresse pós-traumático, ansiedade, fraqueza muscular, falta de ar, entre outros.

Cuidados e Orientações

 Essa cartilha de exercícios traz orientações sobre atividades no seu cotidiano que podem auxiliar na melhora de sua capacidade física diminuída pela doença.   Retome aos poucos a sua rotina:

  • Acorde e durma todos os dias em um mesmo horário;
  • Realize as suas tarefas habituais, se possível (respeitando seu organismo);
  • Observe o seu corpo, fique alerta a sinais de cansaço e fraqueza, repouse sempre que necessário;
  • Tenha uma alimentação balanceada e com horários definidos;
  • Beba muita água, 5 a 10 copos por dia.

Com qual intensidade você deve praticar os exercícios?

A Escala de tolerância ou Escala de Borg serve para avaliar sua sensação de cansaço e falta de ar. Durante os exercícios, essas sensações devem ser mantidas em valores de no máximo 6 a 7.
 
Escala de tolerância ou Escala de Borg (Sensação de cansaço e falta de ar)
  • É utilizada para avaliar a percepção de cansaço de um indivíduo, auxiliando na realização de atividades físicas;
  • A utilização dela torna seus exercícios mais seguros e a sua evolução (aumento da intensidade) conforme sua tolerância.

 

Pratique exercícios diariamente, sempre observando:
  • Comece devagar;
  • Realize exercícios 2 vezes por dia (aumentando gradativamente;
  • Respire: inspire e expire profundamente entre cada repetição do exercício;
  • Beba água entre os exercícios;
  • Apenas aumente a intensidade caso você se sinta melhor e mais confiante;
  • Aguarde pelo menos 1 hora após as refeições para iniciar os exercícios;
  • Não realize os exercícios caso esteja com febre, dor de cabeça intensa, palpitações e coração acelerado;
  • Siga a escala de tolerância.
Lembre-se sempre da escala de reforço, não ultrapasse o valor de 7 durante a realização dos exercícios.
Exercício 1 (2 séries de 10 repetições)
Sentado na cadeira, relaxe os ombros, coloque as mãos na barriga, sentindo o movimento de sua respiração. Puxe o ar bem fundo pelo nariz, “estufando” a barriga conforme o ar entra. Em seguida, solte o ar pela boca, “encolhendo” a barriga.
Exercício 2 (1 série de 10 repetições)
Sentado na cadeira, puxe o ar pelo nariz até encher totalmente os pulmões enquanto eleva os dois braços esticados para frente. Em seguida, solte o ar lentamente pela boca, com os lábios semifechados enquanto abaixa os braços.
Exercício 3 (1 série de 10 repetições)
Sentado, com os braços esticados à frente e as palmas das mãos juntas, puxe o ar pelo nariz até encher os pulmões enquanto afasta os braços, depois aproxime os braços enquanto solta o ar pela boca. 
Exercício 4 (1 séries de 10 repetições)
Em pé, com as mãos apoiadas na cadeira, fique na ponta dos pés e volte à posição original.
Exercício 5 (1 série de 10 repetições)
Sentado, levante-se da cadeira ficando completamente de pé. Depois sentese novamente devagar. Se sentir necessidade, apóie-se em uma superfície estável.
Exercício 6 (1 série de 10 repetições)
Em pé, eleve os joelhos de forma alternada como se estivesse marchando no mesmo lugar. Pode apoiar as mãos em uma superfície estável.
 

Outras sugestões

  • Caminhe ao redor de casa (respeitando o isolamento solicitado);
  • A medida que se sentir mais confiante e mais forte, tente aumentar o número de séries dos exercícios sugeridos. Por exemplo: 

De 1 série de 10 repetições, para 2 séries de 10 repetições;
De 2 séries de 10 repetições, para 3 séries de 10 repetições;
De 3 séries de 10 repetições, para 4 séries de 10 repetições;
De 4 séries de 10 repetições, para 5 séries de 10 repetições.

  • Evolua também nas tarefas de casa, com afazeres do cotidiano, limpezas, organização, entre outras (respeitando o isolamento solicitado);
  • Lembre-se sempre de avaliar como você está se sentindo!
Qualquer novo sintoma, procure um profissional de saúde!

 

CLIQUE AQUI E BAIXE A CARTILHA EM PDF

 

Referências:

Fontes: Ana Cláudia Teixeira, Cinthia Andolfato de Oliveira, Daniela Fernandes da Fonseca Domingos, Lucas Marchetti Sena - Fisioterapeutas Núcleo de Atenção à Saúde / Unimed Regional Jaú/ Cartilha Pós-COVID Unimed Prudente / Orientações para pacientes: reabilitação após a alta hospitalar por COVID-19 - A C Camargo Câncer Center: Centro Integrado de Diagnóstico /Thomas, P. et al. Physiotherapy management for COVID-19 in the acute hospital seting: Recommendations to guide clinical practice. Journal of Physiotherapy, [S. l.], v. versão 1, p. 1-27, 23 mar. 2020. / GIFCR - Fisioterapia Respiratória em pessoas com COVID-19. htps://www.gifcr-apf.com/ publica%C3%A7%C3%B5es/. GIFCR - Exercícios domiciliares em pessoas com COVID-19. htps://www.gifcr-apf.com/ publica%C3%A7%C3%B5es/. Borg G. Borg’s perceived exertion and pain scales: Human kinetics; 1998. / Ambrose. F. Patient and Caregiver Guide To Managing COVID- 19 Patients at Home.Department of Rehabilitation Medicine, Montefore Medical center, Bronx, Nova York, Versão 2; 24 Mar. 2020. /Tallaght University Hospital - Exercises to keep you moving at home / Dublin, Irlanda. Mar. 2020. htps://www.tuh.ie/Departments/InfectionPrevention-and-Control/ COVID-19-Information.html. / National Institute for Health and Care Excellence. COVID-19 rapid guideline: managing symptoms (including at the end of life) in the community. 3 abr. /2020. Disponível: htps://www.nice.org.uk/guidance/ng163.
 
Observação: por tratar-se de um assunto em constante evolução, as informações aqui contidas podem ser atualizadas a qualquer tempo.