Voltar

De azul pelo autismo

De azul pelo autismo

De azul pelo autismo

27 Março 2013

No próximo dia 2 de abril diversos pontos do mundo devem se iluminar de azul para marcar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Órgãos públicos e empresas já estão aderindo à ideia. E todos podem fazer a sua parte. Basta iluminar a casa ou vestir uma camisa azul nesse dia.

O transtorno atinge cerca de 2 milhões de pessoas no Brasil e, ao contrário do que se pensa, pode ser diagnosticado antes dos dois anos de idade. Quanto antes o diagnóstico é feito, mais cedo é possível começar a intervenção.



Confira alguns sinais* que podem ser observados conforme a faixa etária:



(A identificação dos seguintes sinais não significa que seu filho tenha Autismo, apenas que ele deve ser avaliado por um profissional que conheça desenvolvimento infantil como um pediatra, neurologista e/ou neuropediatra)



Bebê de 9 meses:

Não aguenta seu próprio peso nas pernas (com ajuda)

Não se senta com ajuda

Não balbucia

Não faz brincadeiras que envolvem imitação

Não olha quando é chamado pelo nome

Não parece reconhecer pessoas familiares

Não olha para onde você aponta

Não passa um brinquedo de uma mão para a outra



Bebê de 1 ano de idade:

Não consegue manter-se de pé com ajuda

Não procura pelas coisas que ele vê você esconder

Não diz palavrinhas como “mamãe” ou “papai”

Não aprende gestos como “dar tchau” ou balançar a cabeça (para “não”)

Não aponta para as cosias

Perdeu habilidades que tinha



Bebê de 18 meses de idade:

Não aponta para mostrar as coisas para as pessoas

Não anda

Não sabe para que servem coisas que ele já conhece

Não imita os outros

Não segue instruções simples (como “pegue o brinquedo”)

Não adquire novas palavras

Não fala, pelo menos, seis palavras (excluindo repetições)

Não percebe (ou parece não dar importância) quando o pai ou a mãe chegam ou saem

Perde habilidades que já tinha



Bebê de 2 anos idade:

Não usa frases de duas palavras (por exemplo “dá água”)

Não sabe o que fazer com coisas comuns como pente, telefone, garfo, colher

Não imita palavras e ações

Não segue instruções simples (age como se fosse surdo)

Não anda de forma estável

Perde habilidades que já tinha


 


*Fonte: CDC (Centers for Disease Control and Preventions)

 



Portal