Voltar

Dia Mundial da Segurança do Paciente 2021

Dia Mundial da Segurança do Paciente 2021

Dia Mundial da Segurança do Paciente 2021

17 Setembro 2021

O tema escolhido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para o Dia Mundial da Segurança do Paciente de 2021 foi CUIDADO MATERNO E NEONATAL SEGURO.

Lucas Zambon, diretor científico do Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP) afirma, no depoimento publicado no site da instituição, que “depois de 2020, em que o foco foram os profissionais de saúde, o Dia Mundial da Segurança do Paciente deste ano traz a assistência materna e neonatal para nosso foco. Os cuidados em saúde começam com o início de uma nova vida, e trazer segurança para as gestantes e para os recém-nascidos é não só um ato que visa a qualidade da assistência em um momento crucial, mas também um ato de amor e valorização da vida.”

Parto e nascimento são momentos importantes não apenas para mães e bebês, mas para toda a sociedade. Os indicadores relacionados a esses eventos traduzem o status da mulher na sociedade e a qualidade dos sistemas e serviços de saúde. 

De acordo com a OMS, cerca de 810 mulheres morrem diariamente de causas evitáveis relacionadas à gravidez e ao parto, 6.700 recém-nascidos morrem todos os dias e 2 milhões de bebês nascem mortos todos os anos, sendo que mais de 40% morrem durante o trabalho de parto. 

O Dia Mundial da Segurança do Paciente 2021 tem quatro principais objetivos:

  • Aumentar a conscientização sobre as questões da segurança materna e neonatal, especialmente durante o parto;
  • Envolver a equipe e adotar estratégias eficazes e inovadoras para melhorar a segurança materna e neonatal;
  • Solicitar ações urgentes e sustentáveis onde a equipe possa intensificar os esforços, alcançar os que ainda não foram alcançados e garantir cuidados maternos e neonatais seguros, especialmente durante o parto;
  • Defender a adoção das melhores práticas no local de atendimento para prevenir riscos evitáveis e danos a todas as mulheres e recém-nascidos durante o parto.

Os checklists através das listas de verificação, instituídas pela OMS, contribuem com a organização dos processos, lembrando os profissionais envolvidos sobre tarefas essenciais para um cuidado de alta qualidade. Além do checklists de Cirurgia Segura, a OMS instituiu o checklists do Parto Seguro, onde publicou uma lista de verificação que auxilia no combate às principais causas evitáveis de mortes maternas e neonatais. Esse checklist está dividido em quatro momentos e traz detalhes sobre como agir em cada uma das fases.

  • ADMISSÃO

Examinar a mãe a fim de detectar e tratar complicações já existentes, confirmar se há necessidade de transferência para outra unidade, preparar a mulher e seu acompanhante para o trabalho de parto.

  • ANTES DO PARTO

Examinar a mãe novamente a fim de detectar e tratar complicações que possam vir a ocorrer no momento da expulsão e preparar os eventos de rotina prevendo, também, possíveis situações de crise que possam ocorrer.

  • LOGO APÓS O PARTO

Examinar a mãe e o bebê na primeira hora após o nascimento a fim de detectar e tratar complicações e instruir tanto a mãe quanto seu acompanhante sobre sinais de perigo.

  • ANTES DA ALTA

Examinar a mãe e o bebê, garantindo que estão saudáveis, ter a certeza de que está tudo preparado e de que as opções sobre planejamento reprodutivo foram discutidas, e orientar sobre sinais de perigo e como agir diante deles.

 

Checklists do Parto Seguro

Uma ferramenta simples para auxiliar os profissionais de saúde a fornecer qualidade nos cuidados materno e neonatais, desde o momento da entrada em trabalho de parto até ao retorno para casa da mulher com o seu bebê, com segurança.

 

 

Fontes

Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente (IBSP)

https://segurancadopaciente.com.br/

 

Organização Mundial da Saúde