Voltar

Laboratório da Unimed realiza coleta de material biológico para o projeto “Direito a ter pai”

Laboratório da Unimed realiza coleta de material biológico para o projeto “Direito a ter pai”

Laboratório da Unimed realiza coleta de material biológico para o projeto “Direito a ter pai”

28 Outubro 2019

O dia 25 de outubro foi de grande expectativa para os possíveis pais, mães e filhos e filhas que participaram do projeto desenvolvido pela Defensoria Pública, com o intuito de saber, através de exame de DNA, se existe o laço de sangue entre eles. A Unimed São João del Rei foi parceira do mutirão que aconteceu no município e realizou a coleta do material biológico.

Inicialmente, o executivo de vendas do Laboratório Hermes Pardini, Tony Vieira, e a assistente administrativo da Unimed São João del Rei, Érica Lidiane Soares, faziam os procedimentos essenciais de cadastramento das pessoas que iriam fazer o exame. Em seguida, o sangue foi coletado pelo farmacêutico bioquímico e coordenador do Laboratório da Unimed, Fabrício José Porto Costa.

Por fim, todos os envolvidos no processo acompanharam a selagem dos envelopes que continham os dados e a ficha com sangue que será analisado pelo Hermes Pardini, que também foi parceiro da 9ª edição do projeto, juntamente com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Todo esse procedimento é importante para garantir a confiabilidade e segurança do exame.

Em São João del Rei, foram realizadas 16 coletas que serão investigadas e o resultado será comunicado pela defensoria às pessoas que tiveram interesse em participar da ação social. Essa iniciativa acontece desde 2011 e atende a três modalidades que visam investigar a possibilidade de paternidade e maternidade. Apesar de ser um momento delicado, tanto para os filhos, quanto para os supostos pais e mães, é uma oportunidade de assegurar a essas famílias o direito de saber se tem ou não vínculo de parentesco.

 

Fabrício, Érica e Tony lacraram, na presença das pessoas que participaram do mutirão, os envelopes com os documentos e sangue coletado o que garante a segurança e credibilidade na realização do exame