Voltar

Doença de Parkinson

Doença de Parkinson

Conheça possíveis causas e formas de tratamento que podem contribuir para a redução da progressão dos sintomas

Doença de Parkinson

22 Maio 2017

Você sabia que cerca de 1% da população mundial, com idade superior a 65 anos, tem a Doença de Parkinson? No Brasil, estima-se que aproximadamente 200 mil pessoas sofram com o problema. Estes dados fazem parte de uma estimativa divulgada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Conforme o Ministério da Saúde, a Doença de Parkinson é “uma das doenças degenerativas neurológicas mais comuns e intrigantes dos dias de hoje”, caracterizada principalmente por tremores e lentidão dos movimentos. 

A doença pode iniciar entre 10 e 15 anos antes dos sintomas aparecerem. Fazem parte do diagnóstico exames neurológicos e avaliação do histórico do paciente. Com ressonância magnética e tomografia é possível descartar outras doenças. Segundo o Ministério da Saúde, geralmente, são familiares que costumam notar mudanças, percebendo por exemplo que o indivíduo tem demorado mais tempo para fazer atividades habituais como tomar banho, vestir-se, cozinhar e escrever.

Embora até então não tenha sido descoberta a cura para a Doença de Parkinson, com tratamento é possível reduzir a progressão dos sintomas, melhorar a qualidade de vida do parkinsoniano e evitar e/ou retardar a perda de suas habilidades motoras. As indicações englobam desde medicamentos até programas terapêuticos de reabilitação, e levam em consideração diversos fatores, entre eles o estágio da doença apresentado pelo paciente. 

 


Texto: Rafaela Fusieger/ Designer: Ana Carla Bortoloni

Fonte: Ministério da Saúde / Hospital Albert Einstein

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (0 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em