Voltar

Biometria facial já é realidade na Unimed Sul Paulista

Biometria facial já é realidade na Unimed Sul Paulista

Tecnologia, inovação, segurança, melhor atendimento

Biometria facial já é realidade na Unimed Sul Paulista

Tecnologia, inovação, segurança, melhor atendimento

A Unimed Sul Paulista, após cerca de 3 meses em caráter experimental, já concluiu os testes e a biometria facial está em pleno funcionamento em mais de 40 consultórios médicos dos cooperados da Unimed Sul Paulista e será gradualmente implantado em toda a rede.

A biometria facial é uma tecnologia inovadora que utiliza a combinação de dados obtidos através de uma câmera instalada no computador dos consultórios médicos, clínicas, laboratórios e prestadoras – sendo que o cadastramento é feito no próprio consultório/clínica.

Através de algoritmos matemáticos, a biometria faz um mapeamento de vários pontos do rosto do ser humano e faz a validação facial, descartando a verificação biométrica da impressão digital e já se adaptando ao que há de mais moderno em segurança de reconhecimento facial.

Julio Ramos, da TI da Unimed Sul Paulista, acompanhou o período de testes e treinamentos até a efetiva homologação do sistema.

Para o beneficiário, o cadastramento da biometria não trará nenhuma dificuldade – só facilidades: quando de uma próxima consulta médica, ou utilização das clínicas e laboratórios, a secretária fará a foto que será utilizada na biometria.

A leitura biométrica faz um mapeamento de vários pontos do rosto do ser humano, como distância entre os olhos, curva da bochecha, formato da face e plenitude dos lábios. Os dados obtidos são criptografados e armazenados em um banco de dados centralizado, transformando o rosto da pessoa em um código único.

Para obter uma foto de qualidade, importante seguir algumas dicas, como: colocar o cabelo atrás da orelha, retirar os óculos, chapéu e boné, evitar que tenha outra pessoa no fundo e deixar o rosto neutro (sem sorriso); mas a tecnologia adotada permite, até mesmo, que as fotos sejam feitas com as máscaras de proteção (em função da pandemia) – o que demonstra a qualidade do sistema e a segurança na identificação dos beneficiários.