Voltar

Temperos naturais: benefícios e mini-hortas em casa

Temperos naturais: benefícios e mini-hortas em casa

Temperos naturais são opções mais saudáveis para deixar a comida saborosa. Que tal plantar em casa? Aprenda como!

Temperos naturais: benefícios e mini-hortas em casa

29 Outubro 2020

O Guia Alimentar da População Brasileira recomenda uma alimentação baseada, principalmente, em alimentos in natura e minimamente processados, como legumes, frutas, verduras, cereais, grãos, leite e ovos.

Os alimentos processados e ultraprocessados (exemplo: sorvetes e biscoitos recheados) podem ser consumidos, contanto que haja moderação.

Precisamos nos atentar também aos temperos: sempre que possível, é melhor escolher os temperos caseiros, em lugar dos industrializados. Vamos aprender mais sobre isso!

 

Benefícios dos temperos naturais

15 temperos naturais para usar na cozinha

Mini-hortas: temperos sempre à mão

3 temperos fáceis de plantar em casa e cuidar

 

Benefícios dos temperos e ervas naturais

homem cultivando horta no apartamento

Desde que o sabor e o aroma dos temperos e especiarias foram descobertos, eles se tornaram de grande valor. Não é à toa que, tempos atrás, navegações inteiras saíam em busca dessas ervas.

Mas isso já mudou: os temperos fazem parte do nosso dia a dia e podem até ser plantados em casa!

Como falamos, o principal benefício dessas plantinhas é proporcionar sabor de forma natural, sem que a gente precise recorrer aos temperos artificiais.

Além disso, muitos deles estão associados a ações anti-inflamatórias, antioxidantes, melhora na digestão, entre outros benefícios.

Vale a pena incluir no preparo dos alimentos!

Aprenda mais sobre boas escolhas para uma alimentação saudável! Vegetais e hortaliças: conheça os benefícios desses super-heróis verdes

 

15 temperos naturais para usar na cozinha

diferentes temperos em cima de uma tábua

Esta lista de 15 temperos são ótimas opções para deixar as refeições ainda mais gostosas, sem precisar exagerar no sal, óleo e temperos processados:  

E o melhor: muitos deles podem ser plantados em casa, em pequenos vasinhos, para ter sempre à disposição. Que tal mudar um hábito e começar a plantar? Vem ver como fazer!

Que tal aprender mais sobre as combinações de cada tempero? Leia a matéria Temperos Naturais

 

Mini-hortas: temperos sempre à mão

horta n sacada de um apartamento

Já imaginou estar cozinhando e pegar um tempero de sua própria horta, fresquinho e adicionar à sua comida? Ou pegar uma hortelã e preparar um chá?

Reunimos algumas dicas para começar uma mini-horta na sua casa ou apartamento, veja!

  1. Encontre um espaço (ainda que pequeno) onde bata sol: avalie por um dia todo quantas horas aproximadas você tem de sol em cada cantinho
  2. Veja o que já tem em casa que pode ser usado: pequenas pás, vasos, floreiras etc.
  3. Conhecendo o lugar onde vai plantar, é hora de pensar na estrutura. Ela pode ser suspensa, vertical, em um parapeito, na janela
  4. Planeje como a água dada às plantas vai ser escoada. Vasinhos com furo na base são boas opções
  5. Encontre um substrato. É ele quem vai garantir o bom crescimento da planta. Cada semente precisa de um tipo, mas, de modo geral, um bom substrato serve para várias culturas
  6. Compre as sementes ou as mudas para plantar

Vale lembrar que as plantinhas, mesmo as mais simples, precisam de atenção. Como seres vivos, elas vão demandar cuidados e tempo para regar, podar, replantar etc. Lembre-se de considerar este tempo de dedicação para decidir quais escolher.

 

3 temperos fáceis de plantar em casa e cuidar

mulher em uma cozinha colhe temperos

  • Manjericão: o manjericão é um coringa das plantinhas, deixa o ambiente cheiroso e a comida deliciosa.
    Para plantar:
    deixe as sementes a aproximadamente 1 cm de profundidade da terra, com duas ou três sementes por buraco. Deixe a planta onde bata sol por várias horas ao dia e regue a cada dois ou três dias.
  • Alecrim: cheiro que invade o ambiente e pode ser usado em várias receitas, como batatas assadas e frangos.
    Para plantar: a dica é usar argila expandida, manta bidim ou similar no fundo do vaso para drenar a água e evitar que o excesso apodreça as raízes. Deve ficar em local que receba cerca de 5 horas diárias de luz direta do sol. Quando jovem, regue diariamente. Quando estiverem desenvolvidos, espere até a terra secar para regar novamente.
  • Pimenta biquinho: aromática, tempera o alimento de forma suave. Um tipo de pimenta que vale a pena cultivar.
    Para plantar: escolha um lugar bem ensolarado, elas amam sol. Plante cerca de 3 ou 4 sementes por buraco no húmus e cubra com a terra fofa. Elas crescem muito, então talvez seja preciso tirar as mudas menores e deixar a mais forte – ou escolher vasos maiores. A rega deve ser frequente, mas sem afogar.
Montando uma horta? Que tal plantar folhas para chás também? Conheça 6 tipos de chás e seus benefícios

Agência Babushka | Edição e Revisão: Unimed do Brasil

Fonte: Ciclo Vivo, Blog Plantei, Uol

Revisão técnica: equipe médica da Unimed do Brasil


Média (8 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em