Voltar

Seminário de Contabilidade do Sistema Unimed-RS

Seminário de Contabilidade do Sistema Unimed-RS

Seminário de Contabilidade do Sistema Unimed-RS

25 Setembro 2018

A Unimed Federação/RS realizou na segunda-feira, 24 de setembro, o Seminário de Contabilidade do Sistema Unimed-RS 2018. O evento aconteceu durante todo o dia no auditório da cooperativa, em Porto Alegre, e reuniu profissionais da área contábil de várias Singulares do Estado.

O evento teve como objetivo apresentar aos participantes uma visão atualizada sobre a profissão contábil e orientações sobre temas que fazem parte do dia a dia da atividade de todas as Unimeds e que causam reflexos nos lançamentos contábeis.

O Seminário discutiu temas como: “Informações da Assessoria Contábil aos integrantes do Comitê Estadual de Gestão Contábil”; “RN 340”; “Capital do Cooperado”; “Informações sobre Registro Digital” e “Bastidores do Acompanhamento Econômico-Financeiro”.

De acordo com o assessor Contábil, Aristeu Costa dos Santos, foi positiva a escolha dos temas e, sobretudo, os apresentadores. “Conteúdos técnicos de aplicação imediata pelos participantes”, comentou o profissional.

 

Mercado de trabalho

Em 70 anos de fundação do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul (CRC/RS), pela primeira vez a presidência é dirigida por uma mulher. Ana Tércia Rodrigues assumiu o cargo no início deste ano para o biênio 2018-2020. A presidente marcou presença no Seminário e abordou sobre “Desafios da Profissão Contábil – Oportunidades e Ameaças”.

Para a profissional, o mercado de trabalho está dinâmico, mudando muito e orientado por competências. “Nós, da área contábil, temos uma regulação sólida, o que garante para os profissionais um nicho de mercado muito forte”, disse. A presidente ainda apontou que novas áreas começam a surgir com grande potencial e que se o contador não assumir um papel de liderar, de se mostrar mais, ele pode perder espaço para outros segmentos profissionais.

Ana Tércia pensa que todos devem trabalhar fora do perfil clássico. “Tudo que a gente conseguir fazer e que ultrapasse aquele perfil clássico vai nos dar um ganho de competitividade. O perfil de um líder não pode ser limitado. Tenho trabalhado isso nas palestras, estimulando as pessoas serem líderes”, enfatizou.

Em relação à tecnologia que vem provocando uma transformação profissional em diversas áreas, a presidente acredita que essa era digital exige uma mudança de postura e que é preciso saber dominar e mexer nos equipamentos. Ela acredita que esse será o perfil do futuro. “Ter o domínio da tecnologia e não agregar um componente comportamental nesse perfil pode ser suicídio. Temos que aprender como lidar de forma saudável, porque hoje todo mundo está vislumbrando, mas poucos preocupados com os efeitos que a tecnologia está provocando”, completou.

Conforme Aristeu Santos, a presidente abrilhantou o evento com suas palavras de convicção e de construção para os profissionais da área contábil. “Palavras que com certeza renovaram e elevaram a autoestima de todos participantes, mesmo aqueles que não sejam da área contábil, mas que foram tocados pela oratória da nossa presidente”, acrescentou.


Claudenir Munhoz