Voltar

Unimed Vale do Sinos dá importante passo na finalização da obra do novo hospital

Unimed Vale do Sinos dá importante passo na finalização da obra do novo hospital

Unimed Vale do Sinos dá importante passo na finalização da obra do novo hospital

28 Julho 2020

Câmara de Novo Hamburgo aprova projeto de lei que permite passarelas sobre ruas e avenidas, atendendo expectativas da comunidade hamburguense

 

Na noite desta segunda-feira, 27, o legislativo hamburguense aprovou por unanimidade dois projetos de lei apresentados pela Prefeitura que permitem a construção de passarelas aéreas sobre vias públicas interligando imóveis particulares de mesmo proprietário. A Unimed Vale do Sinos já havia manifestado interesse em construir uma passarela para unir os dois hospitais, que farão parte de um dos maiores complexos de saúde do Rio Grande do Sul.

 

A aprovação ocorreu com forte atuação dos médicos cooperados Gerson Peteffi e Raul Cassel, presidente e vice-presidente da Câmara dos Vereadores, respectivamente. Para o Presidente da Unimed Vale do Sinos, Dr. Luis Carlos Melo, o apoio de seus cooperados é de extrema importância para a etapa final das obras. “Agradeço imensamente ao apoio dos colegas Raul e Gerson neste importante passo, que permite a implantação de passarelas sobre ruas e avenidas de Novo Hamburgo, nos permitindo unir os dois prédios, facilitando acessos internos com rapidez e segurança”, explica.

Raul Cassel e Gerson Peteffi

Durante a aprovação do projeto, o Executivo defendeu a necessidade de pensar em soluções alternativas para o melhor aproveitamento do espaço aéreo e terrestre da cidade. A Prefeitura também justificou que poderiam haver empreendimentos que exigissem essa estrutura, para facilitar a circulação, citando a Unimed Vale do Sinos, que já havia manifestado interesse na construção. O prédio do antigo hospital Unimed, será interligado ao novo Hospital Unimed, transformando-os no complexo hospitalar Unimed Vale do Sinos, tornando a região referência em saúde.

 

A inauguração das novas instalações da cooperativa no está prevista para fevereiro de 2021.

 

Para o projeto virar lei

 

Para que um projeto se torne lei depois de aprovado em segunda votação, ele deve ser encaminhado à Prefeitura, onde poderá ser sancionado e assinado pela prefeita. Em seguida, o texto deve ser publicado, para que todos saibam do novo regramento. Se o documento não receber a sanção no prazo legal, que é de 15 dias úteis, ele volta para a Câmara, que fará a promulgação e ordenará sua publicação. Quando isso ocorre, é dito que houve sanção tácita por parte da prefeita.