Gerenciamento de Casos Especiais

Gerenciamento de Casos Especiais

O Programa Gerenciamento de Casos Especiais é pautado na assistência domiciliar, um ramo da atenção à saúde que envolve ações de promoção da saúde, prevenção e tratamento de doenças no âmbito domiciliar, com foco no atendimento ambulatorial dos beneficiários que apresentem limitação funcional.

 

O objetivo do programa é facilitar o atendimento aos beneficiários que apresentem dificuldades de acesso à rede da operadora, devido à existência de limitações funcionais, viabilizando o suporte técnico, via assistência domiciliar, pautando a atenção também ao cuidador.

 

Composição da Equipe Multidisciplinar do Programa: 

Médico, Enfermeiro, Técnico de Enfermagem, Fisioterapeuta, Nutricionista e Psicóloga.

 O Programa Gerenciamento de Casos Especiais é disponibilizado gratuitamente aos beneficiários elegíveis, e os atendimentos prestados são agendados previamente pelo serviço e responsável pelo beneficiário.

Destaca-se que o Programa não realiza atendimento de urgência e emergência.

Modalidades de atendimento:

  • Gerenciamento de Casos Complexos: atende os beneficiários com limitações funcionais, que demandam cuidado contínuo. Nesta modalidade, estarão os beneficiários que possuem problemas de saúde, controlados/compensados com algum grau de dependência para as atividades de vida diária, não podendo, portanto, se deslocar para utilizar os serviços ambulatoriais;
  • Curativos em domicílio: Atende aos portadores de lesões cutâneas que, devido a limitações funcionais, não têm como manter o controle ambulatorial.
  • Intervenção específica: Atende a beneficiários com necessidades de medicação endovenosa no domicílio para dar continuidade a tratamentos agudos e/ou crônicos.

 

Atividades disponíveis:
 

Visitas domiciliares: Atividade destinada à avaliação, acompanhamento e orientação dos beneficiários/familiares e seus cuidadores para os cuidados com a saúde do beneficiário.

As visitas domiciliares ocorrem seguindo as definições contidas no plano de cuidados de cada beneficiário, após avaliação de elegibilidade e classificação.

 

Monitoramento telefônicos:  Atividade destinada ao acompanhamento dos beneficiários para avaliação quanto à adesão às orientações recomendadas pela equipe multidisciplinar que assiste o beneficiário, intercorrências e/ou captação de novas demandas apresentadas.

 

Orientação para os cuidadores: Atividade destinada a fornecer ao cuidador que corresponde à pessoa com ou sem vínculo familiar, capacitada para auxiliar o paciente em suas necessidades e atividades da vida cotidiana, orientações verbais e escritas, em linguagem clara, sobre a assistência a ser prestada ao beneficiário, desde a admissão até a alta.

A Orientação para os cuidadores ocorre semestralmente através de atividade coletiva teórico-prática, oferecendo informações e orientações básicas sobre os cuidados a serem desempenhados junto aos beneficiários inscritos no programa. Trata-se de educação em saúde, e complementará as orientações repassadas ao (s) cuidador (es) no domicílio, durante as visitas

 

Plano de cuidados

A avaliação de elegibilidade e a classificação de risco determinarão a necessidade e a

intensidade das intervenções. Com base neste resultado, teremos um plano mínimo de cuidado a ser oferecido e cumprido para cada beneficiário.

 

PLANO DE CUIDADOS

AÇÕES

NÍVEL I

NÍVEL II

NÍVEL III

Ligações telefônicas

Mensal

Mensal

A cada 15 dias

Visita médica

A cada 4 meses

A cada 2 meses

Mensal

Visita enfermagem

A cada 2 meses

Mensal

Mensal

Visita fisioterapia

A cada 3 meses

A cada 2 meses

Mensal

Visita nutrição

A cada 3 meses

A cada 3 meses

A cada 2 meses

 

Vale ressaltar que o plano mínimo de cuidado delimita o mínimo de assistência que os beneficiários deverão receber, e que a equipe deverá estar preparada para demandas de atendimento fora do previsto no mesmo.

 

A área de atuação do programa

  • Manhuaçu (área urbana);
    Manhumirim (área urbana).

 

Público alvo

O público-alvo do programa são beneficiários da Unimed Vertente do Caparaó com:

  • Doenças crônicas e/ou degenerativas que apresentam limitação funcional que dificulta ou impede o acesso à rede convencional (consultórios, pronto atendimento, núcleos, hospitais, etc.);
  • Doença progressiva e/ou em fase avançada, com poucas possibilidades de resposta à terapêutica curativa e com prognóstico de vida limitado.

 

Critérios de elegibilidade: 

Para avaliação da elegibilidade, utiliza-se os critérios de elegibilidade conforme Agencia Nacional de Vigilância Sanitária: Resolução RDC 11 de 26 de janeiro de 2006, onde é realizada a avaliação do beneficiário, domicílio e cuidador durante a avaliação inicial realizada pela enfermeira do programa utilizando formulários específicos conforme segue:

 

Do beneficiário:

  • Ser beneficiário da Unimed Vertente do Caparaó, ou de outra Singular com autorização da Unimed Origem;
  • Ter doenças crônicas degenerativas;
  • Ter doenças neurológicas ou demências;
  • Ter alto grau de dependência de cuidados de terceiros (impossibilitados para o autocuidado e para a independência em AVD);
  • Ser beneficiário com prognóstico de vida limitado, com necessidade de adequação terapêutica e suporte individual e familiar;
  • Ter histórico de internação de alto custo e/ou internações prolongadas;
  • Residir na área de abrangência/cobertura do programa;
  • Não estar em período de carência e estar dentro do limite contratual.

 

Do domicílio

  • Ter luz elétrica;
  • Água e esgoto encanados;
  • Meio de comunicação fácil (telefonia);
  • Acesso fácil de veículos ao local.

 

Do cuidador

  • Ser alfabetizado;
  • Ter bom nível de assimilação e compreensão das orientações (capacidade cognitiva).

 

O que fazer para se cadastrar:

É necessário entrar em contato com o Espaço Viver Bem, portando o cartão de identificação do beneficiário Unimed, preferencialmente com um relatório médico contendo informações clínicas do beneficiário, para fazer o cadastro e receber informações necessárias quanto ao funcionamento do programa.

 

Se preferir, peça ao seu médico de referência para fazer o encaminhamento.

Para participar ou ter acesso a mais informações sobre este programa, preencha o formulário de Avaliação do Perfil de Saúde e entraremos em contato com você.

Faça o download do formulário, Clique aqui e envie o formulário para o e-mail aos cuidados de viverbem@unimedvc.coop.br

 

Espaço Viver Bem

Endereço: Rua Maestro Filomeno dos Santos, 109 - Centro - Manhuaçu/MG.

Telefones: (33) 3339-4410 e (33) 9 8818-8365

Funcionamento: De segunda a sexta-feira de 07hàs 19h

 

Aceitação ou não do programa:

O beneficiário sendo elegível poderá aceitar ou não fazer parte do Programa Viver Bem – Gerenciamento de Casos Especiais.

Ressalta-se ainda que após a inclusão em qualquer um dos programas disponibilizados pelo Espaço Viver Bem, se as expectativas não forem atendidas, o beneficiário poderá se desligar a qualquer momento e não sofrerá nenhuma penalização, não terá nenhum ônus financeiro e não perderá o direito ao atendimento fornecido pelo plano de saúde.

Clique aqui e acesse a Política de funcionamento do Programa Viver Bem – Gerenciamento de Casos Especiais


Lorena Perígolo