Voltar

Ambientes restauradores ajudam a amenizar transtornos psicológicos

Ambientes restauradores ajudam a amenizar transtornos psicológicos

Praias, campos e montanhas são os destinos mais procurados para cura e alinhamento da mente e do corpo

Ambientes restauradores ajudam a amenizar transtornos psicológicos

Praias, campos e montanhas são os destinos mais procurados para cura e alinhamento da mente e do corpo

10 Setembro 2021

Para encarar o período de pandemia, muitas pessoas têm procurado escapar para lugares alternativos como forma de amenizar a ansiedade e equilibrar a mente. Praias, campos e montanhas, por exemplo, são ambientes restauradores que desencadeiam um processo de recuperação de recursos desgastados pelo cotidiano. “Os ambientes restauradores proporcionam a oportunidade de estar com sua atenção relaxada, pensamento mais leve, suas funções fisiológicas e o humor em equilíbrio”, revela a psicóloga do Viver Bem Unimed vitória Gisele Elenice Barreto.

A especialista afirma que esses locais têm a capacidade de promover o bem-estar, a recuperação do processo de estresse e da fadiga, além de contribuírem para uma melhoria da concentração. “Qualquer pessoa pode apresentar sinais de sofrimento psíquico em alguma fase da vida, mas quando o cérebro é treinado para nos transportar para outros ambientes, conseguimos nos restaurar e controlar a situação”.

Técnicas

Algumas técnicas podem ajudar a aliviar a dor e o sofrimento. Num momento de relaxamento perto da natureza e longe da agitação, procure alinhar a respiração, desligar a mente e dar risadas para mudar o foco de algum sentimento negativo. Cultivar bons amigos, realizar trabalhos voluntários ou até mesmo encontrar conforto espiritual podem auxiliar nesse processo.

Para contornar transtornos psicológicos a longo prazo outras saídas são buscar entender os sentimentos e pensamentos, não exigir tanto de si e organizar a rotina diariamente. A qualidade da alimentação também deve ser observada, além da realização de atividades físicas, meditação e, sempre que possível, o indivíduo deve afastar-se de atividades que disparam gatilhos de ansiedade. Locais abertos de convivência são grandes estimuladores para todos os sentidos do ser humano.

O uso dessas técnicas, no entanto, é apenas uma das formas de lidar com o transtorno mental. O acompanhamento feito por psiquiatras e psicólogos é o mais indicado para encontrar soluções específicas para as necessidades de cada paciente.