Voltar

Balancear saúde física, social e mental traz bem-estar e contribui para a longevidade

Balancear saúde física, social e mental traz bem-estar e contribui para a longevidade

No Dia Internacional do Idoso (1º) especialistas dão dicas de como tornar esse momento da vida mais leve e saudável

Balancear saúde física, social e mental traz bem-estar e contribui para a longevidade

No Dia Internacional do Idoso (1º) especialistas dão dicas de como tornar esse momento da vida mais leve e saudável

1º Outubro 2021

Para viver a chamada melhor idade - que tem início a partir dos 60 anos – de forma mais plena, é preciso equilibrar físico, social e psíquico. Com as mudanças naturais do corpo e da mente aparecendo com o avançar da idade, é importante cultivar hábitos saudáveis para manter tudo funcionando da melhor forma. Para celebrar esse Dia Internacional do Idoso, 1º de outubro, especialistas dão dicas de como se cuidar e aumentar a longevidade.

“Alimentação saudável, que toda faixa etária deve seguir, para os idosos é ainda mais importante. Comer alimentos integrais, frutas e verduras é muito benéfico. Outra dica é consumir proteínas, como carne vermelha, frango, peixes, leite e derivados. Quanto mais colorido for, melhor é o prato”, aponta a nutricionista do Viver Bem Unimed Natalia Shiramata.

A nutricionista explica que nesse recente período de reclusão social, muitos idosos passaram a se alimentar muito mal devido às dificuldades de sair para comprar alimentos, e à falta de habilidade com os aplicativos de entrega de comida. “O conjunto alimentar estava sendo insuficiente nutritivamente. Com a flexibilização, eles estão voltando a fazer suas compras. Retomar a rotina faz bem não só pelo lado nutricional, mas também para a saúde mental”.

Mente sã

“Balancear saúde física, social e psicológica traz bem-estar e assim, grandes benefícios para a qualidade de vida”, afirma a psicóloga do Viver Bem Unimed Samanta Tose. A especialista alerta que, durante essa fase da vida, que é marcada por mudanças no papel social, o idoso deve entender que continua sendo importante para a sociedade.

Para muitos idosos, a dificuldade de lidar com o envelhecimento atrapalha que vivenciem de forma plena as conquistas trazidas pela idade, gerando ainda insegurança e ansiedade. “Todas as etapas da vida nos trazem aprendizados e experiências. Quando entendemos que isso faz parte de quem somos, começamos a nos aceitar, trabalhando pelo nosso bem-estar, liberdade, autorrealização e autoestima. Nos desprendendo do passado passamos a enxergar um futuro de possibilidades”, analisa Samanta.

Atividades físicas e treinamento funcional podem contribuir para manter a saúde equilibrada, seja física ou mental. Caminhar, fazer palavras cruzadas, assistir filmes, jogar, ir a lugares que gosta e se permitir vivenciar novas experiências, são iniciativas que aliviam as tensões e funcionam como refúgio para a mente e o corpo.