Voltar

Cardiologista dá dicas para prevenir a hipertensão

Cardiologista dá dicas para prevenir a hipertensão

Cardiologista dá dicas para prevenir a hipertensão

Um estudo conjunto da Escola de Economia de Londres, do Instituto Karolinska (Suécia) e da Universidade do Estado de Nova York, revela que, até 2025, o número de hipertensos nos países em desenvolvimento, como o Brasil, deverá crescer 80%. De acordo com a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), um em cada quatro brasileiros sofre de hipertensão. Cerca de 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal são causados por essa disfunção metabólica.

A hipertensão arterial, também conhecida popularmente como pressão alta, é considerada como uma doença silenciosa por, muitas vezes, não manifestar os sintomas e atrasar, assim, o diagnóstico por parte do médico. Por isso, ela tem uma data especial para lembrar o quanto é importante ficar atento aos sintomas que sugerem a doença: 26 de abril.

O coordenador médico da Unimed Coração, José Aid Soares Sad, explica que a hipertensão se manifesta de várias maneiras no organismo. Dor de cabeça, taquicardia, dificuldades respiratórias, confusão, náuseas e cansaço são alguns dos sintomas da doença. Devido aos riscos que oferece à saúde é necessário estar atento e modificar hábitos diários como deixar de fumar, realizar uma dieta balanceada, evitar o uso excessivo de sal nos alimentos, diminuir o consumo de álcool e evitar o estresse.

“A hipertensão é responsável pelos altos índices de infarto do miocárdio, derrame cerebral e insuficiência cardíaca e renal, sendo que um controle efetivo reduz em até 80% estas doenças. Entre 20 e 25 anos atrás, a hipertensão atingia principalmente idosos, acima de 65 anos. Porém, de um tempo para cá, há registro de pacientes com 30 anos que já sofrem com a doença. Isso ocorre devido à mudança drástica do estilo de vida. Por isso, temos que informar a população para que se possa combater a doença”, afirma o médico.

Dicas de cuidado e prevenção

1. Meça a pressão pelo menos uma vez por ano.

2. Pratique atividades físicas todos os dias.

3. Mantenha o peso ideal, evite a obesidade.

4. Adote alimentação saudável: pouco sal, sem frituras e mais frutas, verduras e legumes.

5. Reduza o consumo de álcool. Se possível, não beba.

6. Abandone o cigarro.

7. Nunca pare o tratamento, é para a vida toda.

8. Siga as orientações do seu médico ou profissional da saúde.

9. Evite o estresse. Tenha tempo para a família, os amigos e o lazer.