Voltar

Exercícios físicos: a hora da verdade

Exercícios físicos: a hora da verdade

Exercícios físicos: a hora da verdade

Vá à uma academia e passe 15 minutos perguntando aos alunos sobre o jeito certo de fazer um exercício físico. Prepare-se, pois você vai sair de lá com mais dúvidas do que quando entrou. Isso porque algumas pessoas não buscam orientação e fazem as atividades por conta própria. Daí surgem as lesões e, com certeza, muitos mitos. Mas vamos passar isso a limpo e deixar claro o que é verdade e mentira. Para isso, selecionamos algumas dúvidas frequentes sobre a prática de exercícios e conversamos com o educador físico Julio Cesar de Oliveira Junior.

Abdominais não eliminam a gordura abdominal.

Verdade. O exercício abdominal tem como objetivo tonificar e fortalecer o músculo abdominal e não eliminar as gorduras.

A queima de calorias só acontece depois de 20 minutos de exercícios.

Mito. Fora a ação basal da caloria (quando o corpo queima caloria mesmo em repouso), qualquer movimento gera perda de caloria a partir do primeiro segundo. A queima aumenta de acordo com a intensidade da atividade física. O que a fisiologia do exercício diz é que, a partir de 30 minutos, o organismo utiliza como maior fonte de energia a gordura.

É importante beber isotônicos durante os exercícios

Mito. Recomenda-se hidratar com água a cada 30 minutos de atividade. No entanto, para atletas com atividade superior a 3 horas de duração, o ideal seria algum tipo de carboidrato, mas isso depende de cada um e deve ser discutido individualmente.

Malhar em jejum emagrece.

Mito. “Aliás, é uma grande irresponsabilidade praticar atividade em jejum, podendo acontecer até um desmaio, queda de pressão e/ou glicose”, afirma o educador físico.

Para a malhação fazer efeito, preciso trocar meu treino regularmente.

Verdade. A troca de treino regularmente é importante para o desenvolvimento do indivíduo.

Exercícios aeróbicos de alta intensidade emagrecem mais que musculação.

Nem mito, nem verdade. A intensidade e duração do treino é que determina uma maior queima de calorias. Porém, o exercício aeróbico tem um objetivo maior de emagrecimento do que a própria musculação, visto que a musculação também tem um gasto calórico alto de acordo com a intensidade de treino.

Fazer exercícios pela manhã emagrece mais.

Mito. Independentemente do horário, o que emagrece é o exercício, como e com que regularidade é feito.

Correr mais do que 30 minutos é prejudicial para os joelhos.

Mito. Uma musculatura fraca e sem preparo é que prejudica o joelho e outras articulações.

O alongamento não previne contusões.

Verdade. Porém, ele é muito importante para preparar os músculos antes dos exercícios e pós-exercícios com a função de minimizar e contusões.

Ao fazer exercício, o tecido da roupa pode comprometer o resultado.

Verdade. Podem limitar ângulos de movimento, aumentando a temperatura do corpo e causando maior desidratação. Tecidos de algodão são mais confortáveis e macios, no entanto, os sintéticos dry fit de poliamida são mais leves e absorvem melhor a umidade sem encharcar.

Caminhar e correr promovem o mesmo benefício.

Mito. São atividades diferentes, com objetivos diferentes e resultados diferentes.

Consigo construir músculos sem suplementos.

Verdade. “Com uma boa alimentação se consegue hipertrofiar músculos, apesar de indicar o uso de suplementos”, recomenda oliveira Junior.

Comer logo após o exercício físico metaboliza a comida mais rapidamente

Verdade. Com a necessidade maior dos músculos, o metabolismo está mais rápido nesse instante.

Quanto mais suor, mais emagrecimento

Mito. Suor não é sinônimo de queima de gordura. Quando a temperatura interna do corpo ultrapassa os 37 graus, o suor age como um mecanismo de refrigeração.

 


  • Símbolo com nome instituto Unimed
  • Sem imagem
  • Mulher sentada na grama com um tablet na mão