Voltar

Gestantes devem cuidar do lado emocional durante a pandemia

Gestantes devem cuidar do lado emocional durante a pandemia

Gestantes devem cuidar do lado emocional durante a pandemia

30 Junho 2020

Todo mundo está sendo afetado, de alguma forma, pelos efeitos da pandemia. E as mulheres que estão passando pela gravidez neste momento são um dos grupos que se viu mais impactado por todas as mudanças provocadas pelo novo coronavírus.

A gestação é um momento especial, cheio de emoções diferentes e muita expectativa. Como lidar com esse turbilhão de sentimentos em meio a um período totalmente atípico? A psicóloga do programa Viver Bem da Unimed Vitória Naira Delboni diz que é fundamental buscar alternativas que ajudem a controlar a ansiedade. “É importante tentar manter uma rotina leve e agradável. A dica é fazer coisas simples em casa para relaxar, como alongamento, exercícios respiratórios, ouvir música, cantar, e, com essas práticas, construir também um vínculo com o bebê”, orienta.

A psicóloga fala que o ideal é concentrar-se em cuidar de si o máximo que puder. “Se já é mamãe, tente conciliar os momentos com os outros filhos. Fazê-los participar da evolução da gestação pode ser interessante para todos”, analisa.

Outra recomendação da especialista é sempre esclarecer as dúvidas. “Converse com profissionais de sua confiança sobre o parto e a maternidade. Isso vai garantir mais senso de controle. Outro ponto que pode ajudar é a leitura de revistas, sites e blogs especializados, filtrando o que realmente é importante. Quanto mais informação de qualidade você tiver, melhor vai se sentir”, pontua Naira.

A psicóloga lembra ainda que fazer um pequeno planejamento, listando as coisas que ainda precisa organizar até o nascimento do bebê, também garante mais segurança e tranquilidade. “É indicado não deixar as tarefas se acumularem. Se estiver trabalhando em home office, organize o tempo para evitar procrastinação”.

Também é essencial não se sentir sozinha nesta etapa tão importante da vida. “Se não pode estar perto dos familiares e amigos, mantenha contato diário com eles por meio da tecnologia. Conte o que tem feito para o bebê, mostre o enxoval, divida seus momentos”, aconselha.

 

Alimentação

A nutricionista do Viver Bem Dalyla Formagine destaca que é importante controlar a alimentação nestes dias de isolamento. “Estar em casa pode aumentar a ansiedade. Mas é essencial manter o equilíbrio. Converse com um profissional especializado para saber o que pode fazer para controlar a compulsão”.

Dalyla reforça que é imprescindível ter um cardápio saudável, com mais alimentos naturais, menos gorduras, açúcares e industrializados. Alguns grupos alimentares são fundamentais na gestação, como vegetais verdes escuros, leite e seus derivados e fibras. “Além disso, deve-se consumir, de duas a três vezes por semana, carne vermelha e acrescentar uma fonte de vitamina C após as refeições (laranja, mexerica ou abacaxi). Isso ajuda a prevenir a anemia”, diz. Beber muito líquido diariamente também é essencial. “A garrafinha com água deve estar sempre por perto”, recomenda.

As especialistas assinalam que o mais importante é manter agora o lado emocional sob controle. “Se achar que não está bem, que a ansiedade está acima do normal, procure ajude profissional. Não sofra sozinha nem por antecipação. Viva o hoje e planeje com tranquilidade o amanhã”, conclui Naira.

A Unimed Vitória oferece o programa Viver Gestante, em que a futura mamãe é acompanhada por uma enfermeira e direcionada aos acompanhamentos de nutricionista, psicólogo e também participa de cursos para gestante. Nesse período de pandemia, os atendimentos e as oficinas estão acontecendo de forma on-line.