Voltar

Para espantar as noites mais frias, sem abrir mão do Projeto Verão

Para espantar as noites mais frias, sem abrir mão do Projeto Verão

Para espantar as noites mais frias, sem abrir mão do Projeto Verão

O inverno está acabando, mas a temperatura, principalmente durante as noites, tem diminuído. Basta a sensação térmica diminuir para aumentar o desejo por comidas e bebidas quentes, mais calóricas. Mas o abuso de alimentos com alto teor de gorduras e açúcares, aliado à tendência de reduzir as atividades físicas durante as temperaturas mais baixas, pode ter reflexo na balança.

Para manter a forma e se preparar para o verão, a nutricionista do Viver Bem, Mayara Ananias Borges, destaca a importância das trocas inteligentes no cardápio. “Quanto mais produtos naturais e da terra nós utilizarmos no lugar de ingredientes industrializados e processados, melhor o perfil nutricional do prato. Podemos, por exemplo, substituir o leite condensado e o creme de leite por leite de coco ou leite de castanhas; o açúcar por adoçantes naturais como a estévia; óleos vegetais por óleo de coco ou azeite”, explica.

Para não adquirir aqueles quilinhos indesejáveis durante o inverno, Mayara dá algumas recomendações:

- Consuma laticínios com baixos teores de gorduras;

- Troque os queijos amarelos pelo os queijos brancos, tipo cottage, ricota e queijo minas frescal;

- Diminua o consumo de sal, e reduza a quantidade de óleo e frituras;

- Prefira as sopas de legumes com carne magra. Acrescente verduras;

- Abuse de temperos naturais, capazes de aquecer nosso organismo e aumentar o gasto calórico;

- Consuma as hortaliças e legumes, refogadas, grelhadas ou no vapor;

- Para sobremesas, o ideal é preparar aquelas à base de frutas. As frutas secas (uva passa, damascos) também são uma ótima opção;

- Não pule o café da manhã, faça-o de forma completa;