Voltar

Peso de mochila escolar não deve ultrapassar 10% da massa corporal

Peso de mochila escolar não deve ultrapassar 10% da massa corporal

Peso de mochila escolar não deve ultrapassar 10% da massa corporal

Quem tem criança e adolescente em casa sabe que só com itens básicos, a mochila do estudo já adquire um bom peso. Livros, cadernos, pastas e lanches, somados a outros materiais como objetos eletrônicos, brinquedos e roupas, podem ultrapassar o peso recomendado por fisioterapeutas e ortopedistas e se tornar um problema de postura e até de coordenação motora na vida do estudante.

O ortopedista e cooperado da Unimed Vitória, Bernardo Terra, explica que o peso da mochila não deve ultrapassar 10% da massa corporal da criança. “O ideal é que o peso total não ultrapasse 10% da massa corporal da criança. Se uma criança pesa 50 quilos, a mochila deverá pesar entre cinco quilos e 7,5 quilos”, explica o especialista.

O médico ainda alerta para as consequências que uma mochila com o peso inadequado pode trazer para a vida do estudante. “As mochilas pesadas podem gerar nas crianças e adolescentes dores musculares e nas articulações, no pescoço e nos ombros. Manter o excesso de peso a longo prazo pode causar problemas posturais. Tudo isso pode atrapalhar o desempenho escolar e relacionamento social da criança”, alerta.

Mas então, qual é a mochila ideal? O profissional conta que na hora de escolher a mochila, devemos levar em consideração algumas características, como: ser acolchoada, ter duas alças largas para os ombros e tiras abdominais que mantenham o acessório próximo ao corpo, não pode ficar abaixo da região da nádega, mas sim terminar pelo menos uns cinco centímetros acima. A mochila deve ser proporcional ao tamanho da criança.

Para usar a mochila de rodinhas, também é preciso tomar cuidado. O recomendado pelo profissional é não arrastar a bolsa com um braço só para não acumular o peso. Se no caminho para a escola existir muitas escadas, o modelo de rodinhas talvez não seja o mais adequado. Na dúvida ou dificuldade, procure um especialista e saiba o modelo mais adequado para cada estudante.