Voltar

Dicas para tornar o exercício mais agradável

Dicas para tornar o exercício mais agradável

Quando a atividade física se torna divertida fica mais fácil manter-se ativo continuamente.

Dicas para tornar o exercício mais agradável

1º Agosto 2016
Durante o mês de julho foi ao ar no canal Viver Bem a seguinte enquete: “Como é a sua relação com os exercícios físicos?”. Das 198 respostas obtidas, 25% assinalaram “agradável, adoro praticar regularmente”, 10% “pratico apenas porque preciso me movimentar”, 14% “não gosto de me exercitar e então não pratico” e 50% mencionaram “acho importante, mas não tenho tempo para fazer”. 
 
Conforme a Organização Mundial da Saúde, praticar semanalmente 150 minutos de atividade aeróbica moderada ou 75 minutos de atividade aeróbica intensa pode ajudar a melhorar a capacidade cardiorrespiratória e muscular e a saúde dos ossos, reduzir estados depressivos e o risco de doenças crônicas não transmissíveis. 
 
Exercitar-se traz benefícios a curto, médio e longo prazo. Por isto, quem ainda não encontrou um espaço na agenda destinado às atividades físicas, é importante colocar a criatividade para funcionar e arranjar formas de incluir pelo menos curtas frações de exercícios ao longo do dia. Troque o elevador pelas escadas; caminhe por 30 minutos em local próximo ao seu trabalho (10 minutos pela manhã + 10 minutos ao meio-dia + 10 minutos após o expediente).  
 
Já para as pessoas que não se exercitam porque não gostam, ou aquelas que se exercitam apenas por obrigação, separamos cinco dicas que podem contribuir para que as atividades físicas tornem-se prazerosas e façam naturalmente parte do dia a dia. 
 

 

 

• Relembre atividades que você gostava de fazer quando criança e experimente praticá-las novamente. Procure descobrir qual exercício traz para você maiores ganhos emocionais e sociais. Afinal, ter simpatia pela atividade está entre os fatores determinantes para persistir nos exercícios.
 
• Converse com seu médico sobre o seu objetivo e faça uma avaliação para verificar se você está apto a realizar a prática escolhida. É imprescindível o acompanhamento e orientação de um profissional especializado, um educador físico, que oriente sobre como evitar lesões e alcançar o melhor desempenho possível. 
 
• Exercite-se com um amigo ou familiar. Essa é uma ótima maneira de permanecer motivado para a prática das atividades físicas. Caso não tenha companhia, participar de grupos de corrida ou caminhada, escolas de dança, clubes desportivos, são formas de conhecer pessoas com interesses semelhantes aos seus. 
 
• Aumente gradualmente o tempo e a intensidade da atividade. Inicie suavemente e construa sua resistência pouco a pouco.   
 
• Seja realista. Defina metas de curto e longo prazo que sejam realizáveis e possíveis de mensurar. Faça avaliações físicas periódicas, para visualizar em números o quanto valeu a pena seu esforço. A percepção das mudanças no corpo serve também como estímulo para manter-se firme na atividade.
 

Rafaela Fusieger / Designer: Ana Carla Bortoloni

Fonte: Victoria State Government – Better Health Channel / Ministério da Saúde

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (0 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em