Voltar

Workshop de Intercâmbio discute novas estratégias e desafios do Sistema

Workshop de Intercâmbio discute novas estratégias e desafios do Sistema

Federação MS participou do encontro

Workshop de Intercâmbio discute novas estratégias e desafios do Sistema

Federação MS participou do encontro

A Unimed do Brasil promoveu, no fim de novembro, o Workshop de Intercâmbio para discutir estratégias e apresentar os novos desafios que o Sistema Unimed tem pela frente. Diretor-financeiro da Federação das Unimeds de Mato Grosso do Sul, o médico Ary de Queiroz Arão participou do encontro.

“Foram abordados tópicos relacionados às estratégias que devem ser adotadas no intercâmbio nacional. Um dos principais desafios que temos é a redução do custo assistencial, a fim de enfrentar a recessão econômica e o envelhecimento da população”, afirma Arão.

Outro desafio proposto aos participantes da Sala de Dirigentes, durante o intercâmbio, foi a criação de produtos de menor custo, mas com melhoria da qualidade assistencial. 

Ficou definido, também, que discussões das normas derivadas do Manual de Intercâmbio em relação a acordos locais, que ocorrem com frequência nas regiões norte e nordeste, não podem se sobrepor às normas vigentes no Sistema Unimed. Problemas sobre este assunto entre singulares serão resolvidos, inicialmente, pelas Federações.

Atualmente, todos os hospitais Unimed (rede própria) são considerados Rede Básica, como definido pela Unimed do Brasil. Mas, em 2020, vai começar o processo de qualificação dos hospitais próprios em 10 níveis. A previsão é que seja discutida uma tabela de referência para cada nível. Após a qualificação dos hospitais, o próximo passo será a análise de eficiência de cada prestador. 

Outra definição foi em relação às tabelas regionalizadas. “Decidiu-se que será encaminhado para a Unimed BR estabelecer tabela regionalizada de referência com valores máximos a serem cobrados no Intercâmbio para diárias e taxas, de acordo com a classificação do hospital”, explica o diretor-financeiro da Federação MS.

Quanto à inadimplência no Intercâmbio, as Unimeds que não efetuarem o pagamento até a data de vencimento estarão sujeitas ao pagamento de multas e juros. Uma proposta encaminhada no encontro foi a de incluir todas as Unimeds na Câmara Nacional de Compensação e Liquidação, com regras específicas para casos de inadimplência.

“Mudanças estão acontecendo e nós precisamos estar preparados. A Federação das Unimeds de MS tem acompanhado de perto essas discussões. Hoje, a melhor remuneração para o trabalho médico está no cooperativismo. Por isso, devemos nos fortalecer cada vez mais”, afirma Dr. Ary de Queiroz Arão.