Assistência Domiciliar

O Programa Gerenciamento de Casos Especiais é pautado na assistência domiciliar, um ramo da atenção à saúde que envolve ações de promoção da saúde, prevenção e tratamento de doenças no âmbito domiciliar, com foco no atendimento ambulatorial dos beneficiários que apresentem limitação funcional. 

O objetivo do programa é facilitar o atendimento aos beneficiários que apresentem dificuldades de acesso à rede da operadora, devido à existência de limitações funcionais, viabilizando o suporte técnico, via assistência domiciliar, pautando a atenção também ao cuidador.
 
COMPOSIÇÃO DA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR DO PROGRAMA: Médico, Enfermeiro, Fisioterapeuta, Nutricionista, Psicólogo e Assistente social.

 

 O Programa Gerenciamento de Casos Especiais é disponibilizado gratuitamente aos beneficiários elegíveis.

Destaca-se que o Programa não realiza atendimento de urgência e emergência.

Responsive Image
Responsive Image

ATIVIDADES DO PROGRAMA

  • VISITAS DOMICILIARES: Atividade destinada à avaliação, acompanhamento e orientação dos beneficiários/familiares e seus cuidadores.
As visitas domiciliares ocorrem seguindo as definições contidas no plano de cuidados de cada beneficiário, após avaliação de elegibilidade e classificação.
 
  •  MONITORAMENTO TELEFÔNICO:  Atividade destinada ao acompanhamento dos beneficiários para avaliação quanto à adesão às orientações recomendadas pela equipe multidisciplinar que assiste o beneficiário, intercorrências e/ou captação de novas demandas apresentadas. 
 
  • ORIENTAÇÃO PARA OS CUIDADORES: Atividade destinada a fornecer ao cuidador que corresponde à pessoa com ou sem vínculo familiar, capacitada para auxiliar o paciente em suas necessidades e atividades da vida cotidiana, orientações verbais e escritas, em linguagem clara, sobre a assistência a ser prestada ao beneficiário, desde a admissão até a alta.
 
A Orientação para os cuidadores também ocorre através de atividade coletiva teórico-prática, oferecendo informações e orientações básicas sobre os cuidados a serem desempenhados junto aos beneficiários inscritos no programa.
Responsive Image
PÚBLICO ALVO
 
O público-alvo do programa, são beneficiários da Unimed Sete lagoas com:
 
  • Doenças crônicas e/ou degenerativas apresentam limitação funcional que dificulta ou impede o acesso à rede convencional (consultórios, pronto atendimento, núcleos, hospitais, etc.);
 
  • Doença progressiva e/ou em fase avançada, com poucas possibilidades de resposta à terapêutica curativa e com prognóstico de vida limitado.

CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE

Para avaliação da elegibilidade, utiliza-se os critérios conforme Agência Nacional de Vigilância Sanitária: Resolução RDC 11 de 26 de janeiro de 2006, onde é realizada a avaliação do beneficiário, domicílio e cuidador pelo profissional de enfermagem em domicílio.

DO BENEFICIÁRIO
 
  • Ser beneficiário da Unimed Sete Lagoas, ou de outra Singular com autorização da Unimed Origem;
  • Ter doenças crônicas degenerativas;
  • Ter doenças neurológicas ou demências;
  • Ter alto grau de dependência de cuidados de terceiros (impossibilitados para o autocuidado e para a independência em AVD);
  • Ser beneficiário com prognóstico de vida limitado, com necessidade de adequação terapêutica e suporte individual e familiar;
  • Ter histórico de internação de alto custo e/ou internações prolongadas;
  • Residir na área de abrangência/cobertura do programa;
  • Não estar em período de carência e estar dentro do limite contratual. 

DO DOMICÍLIO
 
  • Ter luz elétrica;
  • Água e esgoto encanados;
  • Meio de comunicação fácil (telefonia);
  • Acesso fácil de veículos ao local. 

DO CUIDADOR
 
  • Ser alfabetizado;
  • Ter bom nível de assimilação e compreensão das orientações (capacidade cognitiva). 

ACEITAÇÃO OU NÃO DO PROGRAMA

O beneficiário sendo elegível poderá aceitar ou não fazer parte do Programa Viver Bem – Gerenciamento de Casos Especiais.
Ressalta-se ainda que após a inclusão em qualquer um dos programas disponibilizados pelo Espaço Viver Bem, se as expectativas não forem atendidas, o beneficiário poderá se desligar a qualquer momento e não sofrerá nenhuma penalização, não terá nenhum ônus financeiro e não perderá o direito ao atendimento fornecido pelo plano de saúde.

O QUE FAZER PARA SE CADASTRAR

É necessário entrar em contato com o Espaço Viver Bem, portando o cartão de identificação do beneficiário Unimed, preferencialmente com um relatório médico contendo informações clínicas do beneficiário, para fazer o cadastro e receber informações necessárias quanto ao funcionamento do programa.
Se preferir, peça ao seu médico de referência para fazer o encaminhamento.
Responsive Image

Acompanhamento de Crônicos

O programa Acompanhamento de Crônicos foi desenvolvido para atender aos beneficiários portadores de doenças crônicas (sem limitações funcionais), envolvendo ações de promoção e prevenção à saúde e ao tratamento de doenças e de redução de fatores de risco.

O objetivo do programa é acompanhar os fatores de risco e a evolução clínica dos beneficiários proporcionando uma qualidade de vida.


COMPOSIÇÃO DA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR DO PROGRAMA: Enfermeiro, Fisioterapeuta, Nutricionista, Psicólogo e Assistente social.
Responsive Image

ATIVIDADES DO PROGRAMA

 
ATIVIDADES EDUCATIVAS 

O programa conta com um ciclo de palestras e/ou oficinas educativas que acontecem mensalmente. Estas atividades serão disponibilizadas a todos os beneficiários inscritos.

ESTÍMULO À PRÁTICA DE ATIVIDADES FÍSICAS

A prática de atividade física é orientada pelo fisioterapeuta do programa. As ações de estímulo à prática de atividades físicas serão disponibilizadas uma vez por semana. 

AVALIAÇÃO INDIVIDUAL COM O PROFISSIONAL NUTRICIONISTA, ENFERMEIRO OU FISIOTERAPÊUTA

Os beneficiários inscritos deverão receber a avaliação com os profissionais de acordo com o plano de cuidados estabelecido, recebendo orientações personalizadas sobre suas necessidades. 

PÚBLICO ALVO

O público-alvo do programa Acompanhamento de Crônicos são os beneficiários Unimed Sete Lagoas, portadores de doenças crônicas, dentre elas:
  • Hipertensão arterial;
  • Diabetes mellitus;
  • Insuficiência cardíaca e coronariana;
  • Doença renal crônica.

Ainda, o programa visa atender aos beneficiários com:
Alto custo persistente (relacionado a doenças crônicas); 
Índice elevado de utilização (consultas, exames, internações, dentre outras). 

CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE
 
  • Ser portador de doenças crônicas ou com fatores de risco relevantes para o desenvolvimento dessas doenças;
  • Ser beneficiário sem limitações funcionais;
  • Ser beneficiário Unimed Sete Lagoas;
  • Ter médico cooperado de referência (acompanhamento clínico);
  • Estar em dia com suas obrigações junto ao plano (pagamentos em dia).
 
CLASSIFICAÇÃO DE RISCO

Para a identificação do risco dos beneficiários inscritos no programa, é utilizado o escore de Framingham, que tem evidência científica comprovada e é largamente utilizado em todo o mundo. Após feita a classificação de risco é elaborado o plano de cuidados e metas terapêuticas que serão recomendadas para cada paciente.
 
ACEITAÇÃO OU NÃO DO PROGRAMA

O beneficiário sendo elegível poderá aceitar ou não fazer parte do Programa Viver Bem – Acompanhamento de Crônicos.
Ressalta-se ainda que após a inclusão em qualquer um dos programas disponibilizados pelo Espaço Viver Bem, se as expectativas não forem atendidas, o beneficiário poderá se desligar a qualquer momento e não sofrerá nenhuma penalização, não terá nenhum ônus financeiro e não perderá o direito ao atendimento fornecido pelo plano de saúde.
 
O QUE FAZER PARA SE CADASTRAR

É necessário entrar em contato com o Espaço Viver Bem, portando o cartão de identificação do beneficiário Unimed Sete Lagoas, para fazer o cadastro e receber informações necessárias quanto ao funcionamento do programa.
 
Responsive Image