Voltar

Cuide da sua visão

Cuide da sua visão

Alguns cuidados simples e importantes podem garantir a sua saúde ocular e ajudar a evitar doenças irreversíveis no futuro

Cuide da sua visão

8 Dezembro 2017

Você vai regularmente ao oftalmologista? Você sabia que por volta dos 40 anos nossos olhos vão perdendo a capacidade de enxergar de perto, especialmente em ambientes com pouca luz? Além disso, o processo natural de envelhecimento pode resultar em catarata, glaucoma, degeneração macular relacionada com a idade e retinopatia diabética, doenças responsáveis por 75% dos casos de cegueira no mundo, segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS) mais de 80% dos casos de cegueira no mundo poderiam ser prevenidos.

Listamos abaixo algumas dicas que poderão ajudar a entender a importância de ações simples, como fazer um check-up anual ou não resistir ao uso de óculos ou lentes de grau. Veja: 

 

Faça exames regulares

Os cuidados com a visão devem começar na infância com o Teste do Olhinho, realizado no recém-nascido ainda na maternidade, para detectar alterações que possam causar obstrução no eixo visual e uma possível cegueira.

No início da fase escolar, a consulta também é importante porque poderá identificar sinais de miopia, astigmatismo ou hipermetropia. Depois, os exames podem ser feitos entre 8 e 15 anos. 

Dos 30 aos 40 anos, a ida ao oftalmologista deve ser anual a fim de evitar problemas graves como o aumento da pressão intraocular, que pode resultar em glaucoma, doença sem cura que aos poucos causa a cegueira.

 

Não passe as mãos nos olhos

Esse simples ato pode resultar em infecções como a conjuntivite. Por isso, evite o contato das mãos nos olhos.

 

Não use colírios sem prescrição médica

Fazer o uso de medicamentos sem a prescrição do médico pode ser prejudicial também para os olhos. Portanto, não é recomendada a automedição com colírios, pomadas ou soluções. Qualquer sinal anormal na sua visão, procure o oftalmologista.

 

Evite a vista cansada

Cansaço visual, mal-estar e dor de cabeça podem surgir como resultado de muito tempo no computador. Para evitar esse desconforto, esteja a uma distância de 50 cm do monitor, descanse a visão a cada 20 minutos e esforce-se para piscar diversas vezes.  Ao piscar, você ajuda a lubrificar os olhos e evita o ressecamento, vermelhidão e sensação de areia nos olhos. 

Proteja-se dos raios solares

Os raios ultravioletas oferecem grandes riscos para os olhos. Pessoas que ficam expostas ao sol de 6 a 12 horas podem apresentar uma inflamação na córnea conhecida como ceratite actínica. A exposição ao sol, assim como a poeira, pode também alterar a membrana que recobre o olho resultando no crescimento de uma massa vermelha na direção da córnea. Para proteger os olhos, use bonés e óculos de sol de qualidade, com proteção UVA e UVB. Óculos escuros sem proteção favorecem a dilatação da pupila, permitindo a entrada maior de radiação. 

 

Alimente-se bem

Alimentos ricos em vitamina A, C e E são aliados para a saúde dos olhos. Cenoura, frutas frescas e vegetais de folhas verdes escuras são alguns exemplos. Já os antioxidantes podem ajudar a proteger os olhos contra a cataratas e a degeneração macular relacionada com a idade. 

 

Precisa de óculos? Use-os!

Se você precisa usar óculos de grau ou lentes de contato no dia a dia, use-os de fato. Tirá-los com a intenção de descansar a visão, não trará os benefícios que espera. Quando você deixa de usá-los, força mais a visão, deixando os olhos ainda mais cansados.

Além de ir ao médico para a realização do check-up anual, procure-o em casos de:

• Mudança na cor da íris
• Pontos ou mancha escura no campo de visão
• Dificuldade em focar objetos próximos ou distantes
• Visão dupla e visão turva
• Dor nos olhos
• Crescimento da pálpebra
• Incapacidade de fechar uma pálpebra
• Perda de visão periférica
• Vermelhidão ao redor do olho
• Perda repentina de visão
• Sensibilidade incomum à luz ou brilho
• Aparência ondulada ou torta em linhas retas

Texto: Jailde Barreto/ Design: Carolina Moura

Fonte: Ministério da Saúde, Hospital Albert Einstein, Sociedade Brasileira de Oftalmologia e Harvard Medical School

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (7 Votos)

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em