Voltar

Tipos de dores de cabeça são todos iguais?

Tipos de dores de cabeça são todos iguais?

Conheça as principais causas e saiba como identificar

Tipos de dores de cabeça são todos iguais?

2 Junho 2022
O dia a dia está repleto de situações que podem causar dores de cabeça: uma noite mal dormida, um dia estressante e até mesmo muito tempo em frente às telas. O desconforto é comum, mas nem por isso deve ser ignorado, principalmente se a dor for recorrente.

 

Por ser uma condição usual, muitas pessoas ignoram a importância do diagnóstico e, pior, recorrem à automedicação quando a dor aparece. Além do risco de efeitos indesejados, esse comportamento pode piorar ainda mais o caso. Entenda sobre os diferentes tipos de dores de cabeça, causas, origens e tratamentos adequados.

 

Neste texto você vai ver:

> Cefaleias

> Enxaqueca

> Dores de cabeça secundárias
 

 

Cefaleias

O termo cefaleia geralmente é relacionado à dor de cabeça mais comum, aquela que aparece ao final de um dia cansativo. Existem diferentes tipos e cada um dos casos merece uma atenção específica:

 

Cefaleia Tensional

é considerada uma cefaleia primária, que não apresenta sinais de lesão cerebral e costuma se manifestar ao final do dia. Pode ser crônica, mas aparece poucas vezes ao mês e não se agrava com sons, luzes e cheiros.

Cefaleia em Salvas

é uma cefaleia de dor muito intensa em apenas uma região da cabeça, principalmente na área dos olhos. Costuma durar cerca de 30 minutos, deixando os olhos lacrimejados, o nariz com coriza e a pessoa agitada.

Cefaleia Crônica Diária

esse tipo de cefaleia é causado pela automedicação. O paciente geralmente sofre de uma cefaleia primária e faz o uso de analgésicos sem acompanhamento médico, resultando no aumento da frequência de crises e também da dor. Nesse caso, o médico também fica responsável pela educação do paciente, além de indicar o tratamento adequado.

 

Para evitar o estresse e a repetição dessas dores de cabeça, leia também: Hábitos que ajudam a manter a saúde mental no trabalho

 

Enxaqueca

Não, dor de cabeça não é tudo igual.

A enxaqueca, por exemplo, é um tipo comum de dor de cabeça primária, caracterizada por dor pulsátil de forte intensidade podendo ser acompanhada de náuseas, vômitos e sensibilidade ao som e à luz.

foto de mulher com a mão na cabeça

Os sintomas da enxaqueca podem atrapalhar a rotina de quem vive com a doença, já que diferentes graus de exposição à luz, barulhos e cheiros podem ser gatilhos para que a dor apareça. Quem tem enxaqueca também precisa redobrar os cuidados com a alimentação, pois alimentos muito gordurosos ou o excesso de cafeína podem desencadear crises.

Se você desconfia que sofre de enxaqueca, é importante passar por uma avaliação médica para fazer o tratamento adequado.

 

 

Dores de cabeça secundárias

Existem casos em que as dores de cabeça não são o problema principal, mas sim um sinal de que há alguma coisa errada com o corpo. Dessa forma, dores de cabeça também pode ser sintomas de doenças mais sérias:

  • Ruptura de Aneurismas intracranianos: a dor pode indicar hemorragia causada pela ruptura das artérias do cérebro
  • Trauma craniano: quando ocorre dor por lesão causada na cabeça ou no pescoço
  • Trombose venosa cerebral: dor de intensidade variada causada pelo fechamento de alguma veia do sistema nervoso central
  • Infecções de sistema nervoso: podem ser causadas por bactérias ou vírus e as dores podem evoluir em poucas horas. As mais comuns são as meningites e meningoencefalites
  • Tumores cerebrais: não costumam causar muitas dores de cabeça, mas levam a um aumento gradual na pressão intracraniana

 

Por estresse, enxaqueca ou sintoma de algo mais grave, dores de cabeça frequentes precisam ser investigadas pelo médico.
Sentir dor não é normal, cuide-se e busque ajuda profissional.

 

E esse cuidado vale para todas as idades! Leia também: Saúde mental dos idosos: vamos falar sobre isso?

 

Fontes: SBCEFALEIAEINSTEINABNEURO


Texto: Agência Babushka | Edição e Revisão: Unimed do Brasil

Revisão técnica: equipe médica da Unimed do Brasil


Média (3 Votos)

COMPARTILHAR: