Voltar

Agosto Dourado

Agosto Dourado

No mês dedicado à amamentação, a Unimed Maceió traz o relato de Joyce, que teve gêmeos prematuros extremos e permanece em aleitamento materno exclusivo

Agosto Dourado

No mês dedicado à amamentação, a Unimed Maceió traz o relato de Joyce, que teve gêmeos prematuros extremos e permanece em aleitamento materno exclusivo

25 Agosto 2020

Barbara Esteves
Assessora de Comunicação

Os pequenos Bento e Dante vieram ao mundo no dia 18 de abril deste ano, no Hospital Unimed. Em meio à pandemia do novo Coronavírus, a professora universitária Joyce Lima, de 36 anos, deu a luz com apenas 26 semanas de gestação aos gêmeos. 

A mamãe de primeira viagem, além de se preocupar com a prematuridade extrema, também teve que reforçar os cuidados, por conta da Covid-19. “Ter os bebês no meio da pandemia foi bastante difícil. Passamos por momentos de grande tensão. Redobramos os nossos cuidados pra não pegar a doença, ou transmitir para eles”, conta a professora.

A assistência neonatal foi imprescindível para Joyce encontrar forças para ordenhar o leite e amamentar seus pequenos.

“A equipe da UTI Neo é sensacional, me senti muito acolhida e segura. Eles terminaram sendo uma segunda família para nós e isso foi fundamental para a melhora dos meus bebês. Tenho imensa gratidão por essa equipe”.

Quatro meses depois, Bento continua na terapia intensiva, mas Dante já está no apartamento e os dois recebem o leite materno, além de muito amor e cuidados. “Com o tempo, a produção de leite foi aumentando e consegui manter os dois em aleitamento exclusivo. É muito gratificante poder amamentar os meus bebês”, comemora.

Assistência em primeiro lugar

Prestar assistência a mulheres durante a amamentação é fundamental, principalmente quando se fala em bebês prematuros.

“Temos uma equipe multiprofissional composta por pediatras, fonoaudiólogos, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, enfermeiros e técnicos capacitados para assistir as mamães e os bebês. E nós, somos a única unidade de tratamento intensivo neonatal privada no Estado que oferece livre acesso às mães. Elas podem passar o dia todo com seus bebês, caso desejem”, destaca a pediatra Dra. Andréa Pinheiro.

Agosto Dourado, mês de incentivo à amamentação, tem o objetivo de ampliar a conscientização sobre a importância desse ato. “O leite materno é imprescindível à saúde dos bebês, principalmente dos que estão hospitalizados. Ele faz parte do plano terapêutico. A nossa equipe faz esse processo de orientação, aconselhamento e apoio para que as mães mantenham o processo de lactação”, explica.